Blog do Prisco
Destaques

SC converge para apoio a Alckmin

Líder da bancada do PSDB no Senado e pré-candidato a disputar novamente o governo de Santa Catarina no ano que vem, Paulo Bauer ofereceu concorrido almoço, em sua casa na Capital, ao governador paulista, Geraldo Alckmin, no sábado, logo depois do encerramento do evento no qual o presidenciável foi a estrela principal. Alckmin palestrou e respondeu perguntas na Alesc.

À mesa e também na Assembleia, foi possível verificar como o tucano paulista ainda atrai apoiadores em território Barriga-Verde (em 2006, ele fez quase 57% dos votos contra Lula da Silva, que estava no auge e conquistou a reeleição). Participaram do ágape  o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB), Jorge e Paulo Bornhausen (PSB), os deputados federais João Paulo Kleinübing (PSD), Carmen Zanotto (PPS) e Jorginho Mello (PR), os prefeitos e correligionários Napoleão Bernardes (Blumenau) e Clésio Salvaro (Criciúma), o ex-prefeito Dieter Jansen (PP-Jaraguá do Sul); e lideranças empresariais como os presidentes da Fiesc, Fecomércio, Fetrancesc, Fampesc, ACIF e o coordenador do Movimento Brasil Eficiente, Carlos Schneider. Esperidião e Angela Amin (PP) compareceram ao almoço e à palestra, onde também estava Mauro Mariani (PMDB), adversários de todas as horas, assim como o vice-governador, desafeto pessoal dos Amin.

A convergência de lideranças em torno de Alckmin resulta do prestígio do próprio governador e também do senador Paulo Bauer. O clima foi totalmente descontraído. Eleições e alianças? Zero de conversas neste sentido. Ao fim e ao cabo, Geraldo Alckmin, se for mesmo novamente candidato a presidente pelo PSDB, só não poderá contar mesmo com o apoio do PT Barriga-Verde, obviamente, e seus satélites, além de um ou outro partido ou liderança pontual.

Chamou a atenção, ainda, a ausência de lideranças do PSD no sábado. Raimundo Colombo estava em viagem pelos EUA e só voltou no domingo à noite. Mas o pré-candidato ao governo, Gelson Merisio, não compareceu, assim como nenhuma outra liderança expressiva pessedista. João Paulo Kleinübing ainda está filiado ao PSD, mas só aguarda a abertura de uma janela para assumir o DEM em Santa Catarina. 

 

Paulo Bauer, Jorge Bornhausen e Gerlado Alckmin: tucano atrai muitos apoios em SCPaulo Bauer, Jorge Bornhausen e Gerlado Alckmin: tucano atrai muitos apoios em SC

 

Foto>J.L. Cibilis, divulgação

Posts relacionados

Jurista defende projeto para eleições diretas na OAB

Redação

Liderança questionada

Redação

Mudanças no governo

Redação