Blog do Prisco
Coluna do dia

Schiochet deixa Secom

Um acordo na bancada federal do PSL visando a conduzir o deputado Felipe Francischini, do Paraná, à liderança do partido na Casa, levou o catarinense Fábio Schiochet a abrir mão do comando da Secretaria de Comunicação da Câmara. Cargo que ele ocupava desde 2019 o que lhe possibilitou aberturas importantes no ambiente da própria Câmara e em Brasília.

Schiochet praticou o gesto para que a também deputada Joice Hasselmann, hoje desafeta de primeira hora da família Bolsonaro, assuma o posto. O movimento garantiu a concretização do acordo. Francischini e Schiochet são absolutamente próximos.

O deputado catarinense preside o PSL em sintonia com o governador Moisés da Silva. Os dois tinham agendada conversa para ontem à noite. O nome de Schiochet voltou a ser ventilado para a Casa Civil do Estado depois da súbita saída de Amandio João da Silva Júnior.

Digitais

Como ele declinou o convite na primeira vez, após a queda de Douglas Borba, parece não estar disposto a trocar Brasília por Florianópolis no contexto atual.

Se não assumir, Fábio Schiochet poderá ajudar na construção ou indicação do próximo secretário da Casa Civil, posto-chave em qualquer governo e que está virando uma verdadeira guilhotina sob Moisés da Silva.

Procura-se

O fato é que Moisés precisa de um nome de peso para a Casa Civil. A perda de Amandio só escancarou ainda mais a delicadíssima situação do governo e do governador. Precisa ser alguém com embocadura, envergadura, trânsito e conhecimento político. Mas quem? Eis o dilema do governador. Lembrando que Amandio havia dado nova e célere dinâmica à administração, que estava na lona quando ele assumiu.

Obituário

No intervalo de pouco menos de 24 horas, Santa Catarina perde o terceiro grande e reconhecido empresário. No domingo logo cedo, a lenda Osório Furlan, um dos fundadores da Sadia, partiu aos 97 anos. Logo depois mais perto do meio dia, um acidente automobilístico tirou a vida de Roberto Angeloni (50 anos), filho do fundador do Grupo, Antenor Angeloni, outro de DNA inovador e empreendedor. E nesta segunda-feira de manhã, foi a vez do queridíssimo Dimas Arnoldo Silva, que faleceu aos 73 anos.

Simplicidade e futebol

Respeitadíssimo, Dimas, como era conhecido e chamado por todos, começou literalmente do nada e se destacou nas últimas quatro décadas, sobretudo no ramo de revenda de automóveis. Figura acessível e de hábitos simples, Dimas também foi um dos grandes incentivadores do futebol catarinense, notadamente apoiando os dois clubes da Capital.

Brizolistas

Assim como aconteceu em 2016, quando lançou o jovem e desconhecido Fernando Anselmo, o PDT de São José firma posição de apresentar cabeça de chapa nas eleições 2020. O nome é o do vereador Moacir da Silva. Até 2019, o PDT contava com apenas um representante na Câmara Municipal – o vereador André Guesser. No entanto, se tornou a terceira maior bancada da casa com os reforços dos vereadores Caê Martins e Moacir da Silva, que optaram pelo partido por acreditarem na proposta pedetista de um novo plano de cidade para o município de São José.

 

Posts relacionados

Definições na Capital

Autor

Sem coincidência

leander

Mais firmeza

leander