Blog do Prisco
Notícias Últimas

Schneider toma posse como presidente da Alesc

O deputado Aldo Schneider (PMDB) reforçou seu compromisso com a eficiência e a economia de recursos públicos na gestão da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Ele tomou posse na tarde desta terça-feira (6) como o 49º presidente do Parlamento estadual no período republicano e ocupará o cargo até 31 de janeiro de 2019.

A chegada de Aldo à Presidência foi possível graças à renúncia de Silvio Dreveck (PP), ocorrida também nesta terça, como parte do acordo político entre PP e PMDB para a divisão da chefia do Legislativo no biênio 2017-2019. Silvio foi eleito por unanimidade para a 1ª Vice-Presidência, que era ocupada por Aldo.

Aldo Schneider assumiu como o 49º presidente do Parlamento estadual - foto>Solon Soares, divulgação
Aldo Schneider assumiu como o 49º presidente do Parlamento estadual – foto>Solon Soares, divulgação

As dependências da Assembleia estava lotada de correligionários, principalmente de autoridades dos municípios do Vale do Itajaí, base eleitoral de Aldo, com faixas parabenizando o novo presidente. Assim que adentrou ao plenário, ainda na leitura da Mensagem do Governador, foi bastante aplaudido,

Aldo fez vários agradecimentos durante seu discurso de posse. Fez questão de destacar a presença das autoridades de mais de 20 municípios do Alto e Médio Vale do Itajaí, que vieram acompanhar a sessão, além de nomes históricos de seu partido, como os ex-governadores Casildo Maldaner e Paulo Afonso, além dos presidentes dos diretórios municipais do PMDB e dos deputados Edinho Bez e Mauro Mariani. Os agradecimentos também foram estendidos a presidentes de outras legendas.

O novo presidente elogiou o trabalho de Silvio Dreveck à frente da Presidência e ressaltou o compromisso de manter a parceria na gestão da Assembleia. “Quero reforçar aos demais colegas desse parlamento meu compromisso com a valorização da atividade legislativa e com a representação popular dos nossos mandatos. Sou um convicto da importância do trabalho deste Parlamento como espelho político da sociedade catarinense”, declarou.

Aldo reforçou a necessidade de parcerias com os demais poderes para o atendimento dos anseios da população. “Nossa gestão vai reforçar a eficiência e economia de recursos. Desde 2011, devolvemos mais de R$ 300 milhões ao Executivo. Sabemos das dificuldades que a sociedade enfrenta e este Parlamento continuará fazendo sua parte para a superação dessas dificuldades.”

Sobre os trabalhos legislativos, ele manteve o compromisso de dar agilidade à tramitação dos projetos que são de interesse da população. “Na prática, vamos adotar um tom de trabalho que já começou a ser adotado há um ano, quando o deputado Silvio assumiu a Presidência”, reiterou.

Ao final do discurso, em meio a mais agradecimentos, Aldo lembrou dos problemas de saúde que  viveu no segundo semestre do ano passado. “Enfrentei uma grande batalha pela vida. Recebi apoio, orações que foram imprescindíveis. Quis o destino que eu me recuperasse e Deus me incumbisse de mais uma missão: corresponder à confiança de todos que acreditam na minha capacidade como homem público. Me empenharei ao máximo para fazer o melhor.”

Novo vice
Conforme esperado, Silvio Dreveck renunciou à Presidência e instantes depois foi eleito 1º vice-presidente com os votos dos 38 deputados presentes à sessão. Ele foi o único candidato ao cargo.“É a primeira vez na minha vida pública que renuncio a um mandato. É um pouco estranho, mas é para cumprir um acordo”, disse.

O novo vice-presidente também fez vários agradecimentos. Lembrou que o período em que esteve no comando do Parlamento foi marcado por muito diálogo com os demais membros da Mesa e os deputados. Destacou que a Assembleia deu sua colaboração para que Santa Catarina enfrentasse a crise econômica, além de enfatizar a importância do poder no atendimento dos pleitos dos municípios, em especial dos pequenos. “Foi um ano de muita produtividade e de muito aprendizado”, resumiu.

Os demais membros da Mesa da Assembleia prosseguem os mesmos. Além de Aldo e Dreveck, integram a Mesa o 2º vice-presidente Mario Marcondes (sem partido), o 1º secretário Kennedy Nunes (PSD), 2ª secretária Dirce Heiderscheidt (PMDB), 3ª secretária Ana Paula Lima (PT) e 4º secretário Maurício Eskudklark (PR). O mandato deles também vai até 31 de janeiro de 2019.

Posts relacionados

Kleinübing protesta por não inclusão na pesquisa

Autor

Merisio promete desativar Penitenciária da Agronômica

Autor

Governador apoia pedidos de Balneário Camboriú

Autor