Blog do Prisco
Notícias Últimas

Secretário da Educação fala do panorama de atividades remotas para deputados da Alesc

Um panorama da educação catarinense durante a pandemia de Covid-19 foi apresentado aos deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) pelo secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, na tarde desta quarta-feira, 13. Durante quase duas horas, Uggioni respondeu a perguntas dos parlamentares e detalhou a implementação do sistema de atividades não presenciais em Santa Catarina, incluindo tanto os alunos com internet quanto para os que não têm acesso.

Sobre a retomada das aulas presenciais na educação em Santa Catarina, pergunta feita por diversos parlamentares, o secretário explicou que ainda não há uma data definida e que o retorno às salas de aula será feito a partir das informações, estudos e análises técnicas da Secretaria de Estado da Saúde.
Uggioni acrescentou que nesta sexta-feira, 15, ocorre a próxima reunião para tratar do assunto, mas que o retorno, ainda indefinido, será comunicado com 15 dias de antecedência quando tiver de ocorrer, para que as instituições de ensino possam se organizar.

Retorno na Educação deverá ser em bloco único

O secretário de Educação também explicou que um futuro retorno será realizado em um bloco único, ou seja, incluindo as redes de ensino municipal, estadual, federal e demais modalidades de ensino. Ele ressaltou que tem se reunido com entidades representantes de universidades, como Acafe e Ampesc, de escolas particulares, como Sinepe, com representantes no âmbito federal, como IFSC, com órgãos de representação de dirigentes municipais, como Fecam e Undime-SC.

A SED também vem recebendo sugestões e indicando que as instituições formalizem o pedido e que o protocolem junto à Secretaria de Estado da Saúde. As duas secretarias mantêm estreito contato sobre o tema, o que contribui com a avaliação do cenário.

Professores são protagonistas no processo

Outras informações compartilhadas com os parlamentares foram sobre o sistema de atividades não presenciais. Uggioni ressaltou que todas as decisões tiveram de ser tomadas de forma rápida, em um cenário inédito. Ele destacou o protagonismo dos professores, que passaram por capacitações e se apropriaram de ferramentas tecnológicas em pouco tempo, para manter o ensino durante o período de suspensão das aulas presenciais.

“Temos a certeza de que essas ferramentas tecnológicas passarão a fazer parte do processo de educação quando retornarmos as aulas presenciais, de modo que a educação pública do Estado de Santa Catarina vai ganhar muito com esse domínio de habilidades relacionadas à tecnologia. É algo que aconteceria, mas em um prazo muito mais longo”, destaca Uggioni.

Revisão de conteúdo no retorno às aulas

O secretário também adiantou que haverá ampla recapitulação e revisão dos conteúdos lecionados durante o período de atividades não presenciais. Com as ferramentas de tecnologia sendo incorporadas ao processo de ensino, os estudantes também serão convidados a contribuir com os colegas para auxiliar na aprendizagem dos conteúdos ou da plataforma.

Quando perguntado sobre o programa de concessão de bolsas universitárias Uniedu, Uggioni comentou que está aberto até o dia 17 o segundo período de inscrições para que os estudantes possam concorrer a bolsas de estudo ainda em 2020. Além disso, ficou marcada uma agenda com os parlamentares para explicar mais detalhes sobre o programa e as mudanças de 2020.

“É impressionante ver como as coisas estão acontecendo de forma positiva, num cenário nunca antes imaginado, com ideias e decisões também inéditas, as quais temos de corrigir ou ajustar em plena execução. Fizemos isso de forma muito rápida e ágil graças ao comprometimento de toda a equipe da Secretaria de Educação”, ressalta Uggioni.

 

Assessoria de Comunicação

Posts relacionados

Cúpula estadual do PSDB cumpre agenda em Joinville na sexta

Autor

Deputado Aldo Schneider recebe alta hospitalar

Autor

Fenômeno Doria em São Paulo e a eleição de 2018

Autor