Blog do Prisco
Destaques

TCE/SC passa a integrar Rede Federal de Inovação no Setor Público

A partir de hoje, o Tribunal de Contas de Santa Catarina faz parte da Rede de Inovação no Setor Público – InovaGov, um conjunto de organizações e pessoas de diferentes setores da sociedade voltado para estimular e viabilizar a inovação no setor público no Brasil. O InovaGov integra órgãos e instituições dos setores público, privado e acadêmico, além de representantes do terceiro setor.

Criada em janeiro de 2016 pelo Ministério do Planejamento do Governo Federal, a Rede tem como objetivo incentivar e facilitar projetos visionários focados no cidadão, conectando pessoas e instituições de todos os setores na busca de oportunidades de inovação no setor público.

Em seu Plano de Ação (2019/2020), aprovado em outubro de 2019, o TCE/SC – primeira Corte de Contas estadual a assinar o termo de adesão à Rede – previu uma série de ações com foco na melhoria da sua atuação. “Nosso objetivo é ampliar a percepção da sociedade sobre o valor que o Tribunal tem para ela. Por isso, a transformação digital do TCESC tem um papel importante, a qual vai demandar uma mudança cultural no âmbito da própria instituição”, destaca o presidente do Tribunal, conselheiro Adircélio de Moraes Ferreira Júnior.

Entre as atividades do Plano de Ação, foi aprovado o projeto InovaTCE, que estabelece como uma de suas ações justamente a adesão à Rede de Inovação no Setor Público. Entre os benefícios que o TCE/SC terá com a participação na Rede, o gestor do InovaTCE, Jairo Wensing, destaca a discussão qualificada sobre os problemas e desafios da inovação no setor público; cocriação de soluções e apoio mútuo, aproveitando-se os diversos perfis e conhecimentos; compartilhamento de ferramentas e métodos para aceleração de projetos inovadores; maior facilidade na obtenção de patrocínio de projetos inovadores; portfólio único de projetos inovadores, com identificação de riscos de duplicação de esforços e de desperdícios de recursos; disseminação da cultura de inovação; construção de exemplos pioneiros de inovação no âmbito federal para serem replicados em outros órgãos.

 

Saiba mais: a Rede InovaGov hoje

Setor Público:

  1. Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI)
  2. Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex)
  3. Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)
  4. Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)
  5. Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)
  6. Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)
  7. Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)
  8. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
  9. Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)
  10. Banco Central do Brasil
  11. Banco do Brasil
  12. Caixa Econômica Federal
  13. Câmara dos Deputados (Assessoria de Projetos e Gestão – Aproge)
  14. Câmara Legislativa do Distrito Federal (Labhinova)
  15. Centro de Gestão da Tecnologia da Informação do Governo do Estado do Amapá (PRODAP)
  16. Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI) – SP
  17. Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM)
  18. Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)
  19. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  20. Conselho da Justiça Federal (CJF)
  21. Controladoria-Geral do Distrito Federal (CGDF)
  22. Defensoria Pública da União (DPU)
  23. Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT)
  24. Embratur – Instituto Brasileiro do Turismo
  25. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios)
  26. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)
  27. Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev)
  28. Escola de Governança Pública do Estado do Pará
  29. Escola de Governo e Gestão da Prefeitura de Niterói (EGG)
  30. Escola Nacional de Administração Pública (Enap)
  31. Fundação Cultural Palmares
  32. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)
  33. Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT)
  34. Instituto de Gestão Pública de Pernambuco Governador Eduardo Campos (IGP)
  35. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)
  36. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)
  37. Justiça Federal de Santa Catarina (JFSC)
  38. Justiça Federal em Primeiro Grau em São Paulo (JFSP)
  39. Justiça Federal em Primeiro Grau no Rio Grande do Sul (Seção Judiciária no Rio Grande do Sul)
  40. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)
  41. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC)
  42. Ministério da Defesa (MD)
  43. Ministério da Economia (ME)
  44. Ministério da Educação (MEC)
  45. Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP)
  46. Ministério da Cidadania
  47. Ministério da Saúde (MS)
  48. Controladoria-Geral da União (CGU)
  49. Ministério das Relações Exteriores (MRE)
  50. Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS)
  51. Ministério do Meio Ambiente (MMA)
  52. Ministério do Trabalho (MT)
  53. Ministério do Turismo (MTur)
  54. Ministério Público Federal (MPF)
  55. Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ)
  56. Prefeitura Municipal de Macaé
  57. Procuradoria Federal no Estado do Paraná (PFPR)
  58. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN)
  59. Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRFB)
  60. Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF)
  61. Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão do Governo do Estado de Minas Gerais- SEPLAG
  62. Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do Distrito Federal – SEPLAG/DF
  63. Secretaria de Gestão e Recursos Humanos do Governo do Espírito Santo (LAB.ges)
  64. Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Estado do Rio Grande do Sul – SPGG
  65. Secretaria de Saúde do Distrito Federal
  66. Secretaria do Tesouro Nacional (STN)
  67. Senado Federal
  68. Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO)
  69. Serviço Florestal Brasileiro (SFB)
  70. Tribunal de Contas da União (TCU)​
  71. Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC)
  72. Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1)
  73. Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
  74. Tribunal Superior do Trabalho (TST)
  75. Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. (Valec)

Setor Privado:

  1. 4MTI
  2. Accenture
  3. Agência Social
  4. Barroso Fontelles Barcellos Mendonça Advogados (BFBM)
  5. BraziLAB
  6. Echos Laboratório de Inovação
  7. Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP)
  8. GovLab – EloGroup
  9. Hepta Tecnologia e Informática
  10. Infox
  11. Instituto Brasileiro de Inteligência Artificial
  12. Legal Labs Brasil
  13. Livework
  14. Maven
  15. MGOV
  16. Microsoft
  17. Pieracciani Desenvolvimento de Empresas
  18. Softplan
  19. Trubr
  20. WeGov

Terceiro Setor:

  1. Agenda Pública
  2. Brasscom, Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação
  3. BSA – The Software Alliance
  4. Escola de Políticas Públicas
  5. Instituto Arapyaú
  6. Instituto Brasileiro de Educação em Gestão Pública (Ibegesp)
  7. Instituto de Direito Coletivo (IDC)
  8. Instituto Helio Beltrão
  9. Instituto Hospital de Base do Distrito Federal 
  10. Instituto Modal
  11. Instituto Sabin
  12. Instituto Tellus – Inovação e Design em Serviços Públicos

Setor Acadêmico:

Instituto Federal de Brasília (IFB)

Pólo de Inovação Campos dos Goytacazes (PICG), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense

  1. Universidade Federal de Goiás (UFG)
  2. Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL-MG
  3. Pesquisadores independentes

Posts relacionados

Catarinense fará meio de campo entre governo e Congresso

Redação

Moro determina prisão de Lula da Silva

Autor

Hobus anuncia edital para barragens no Alto Vale

Autor