Blog do Prisco
Destaques

Aurora Coop avança no mercado externo

Balanço 2023 da Cooperativa Central revela arrojados investimentos nas plantas industriais, criação de 4.000 novos empregos e ampliação do mix de 850 produtos.

            Avanço no mercado externo, investimentos nas fábricas para aumento da produção e criação de quase 4.000 novos postos de trabalho marcaram o exercício de 2023 para a Cooperativa Central Aurora Alimentos (Aurora Coop). O balanço e o relatório foram aprovados na última semana pela assembleia geral da Aurora Coop e apresentados nesta semana, em Chapecó, pelo presidente Neivor Canton e vice-presidente Marcos Antônio Zordan.

O exercício de 2023 marcou o 54º ano de existência da Aurora Coop, uma cooperativa central fundada em 1969 que se transformou no terceiro maior grupo brasileiro de proteína animal. Com um mix de mais de 850 produtos das marcas Aurora, Aurora Premium, Aurora Bem Leve, Nobre, Peperi e Alegra, a empresa está presente na mesa dos brasileiros e de consumidores de 80 países.

Em 2023, a Aurora Coop obteve no mercado interno 65,5% de suas receitas (R$ 14,6 bilhões) e, no mercado externo, 34,5% (R$ 7,5 bilhões). O maior volume da produção (63,7%) foi absorvida pelo mercado doméstico, o que corresponde a 1,045 milhão de toneladas.

O crescimento da presença da Aurora Coop no mercado mundial nos últimos 10 anos foi superior a 700%. Há uma década atrás, em 2013, as exportações representavam 18,6% da receita operacional bruta e contribuíam com R$ 1,055 bilhão no caixa da empresa. Em 2023, um terço (1/3) das receitas vieram das vendas externas. Para o mercado internacional foram direcionados 36,3% dos volumes produzidos, ou seja, 678,5 mil toneladas.

Os resultados do exercício refletem o quadro geral de dificuldades e se expressam em uma receita operacional bruta de 21,7 bilhões e um resultado negativo de 0,63% (R$ 137,9 milhões), integralmente absorvido pelo Fundo de Reservas.

Outro ponto relevante foi o quadro geral de colaboradores da Aurora Coop que cresceu 9,7% em 2023 em decorrência da abertura de 3.938 novas vagas, totalizando, 44.336 empregos diretos. Os investimentos nos colaboradores totalizaram R$ 2,7 bilhões, incluindo salários, encargos, participação em resultados, benefícios, SST (segurança e saúde no trabalho), capacitação e auxílio-escola.

INTERCOOPERAÇÃO & SUINOCULTURA

            Em outubro, a Aurora Coop assumiu as operações da unidade industrial de carnes da marca Alegra, localizada em Castro (PR), que pertencia às cooperativas Frísia, Capal e Castrolanda. A transação fortaleceu o princípio da intercooperação, as três ingressaram no Sistema Aurora na condição de filiadas e a Aurora Coop ampliou em 12% sua capacidade industrial de abate. Agora, as oito plantas têm uma capacidade de abate e processamento de 32.092 suínos por dia, com elevado nível de otimização das unidades.

Com o ingresso das três novas cooperativas paranaenses, em 2023, o Sistema Aurora Coop passa a contar com 14 filiadas: Cooperalfa, Caslo, Coopervil, Coolacer, Copérdia, Cooperitaipu, Cooasgo, Auriverde, Cooper A1, Copercampos, Cocari, Castrolanda, Capal e Frísia. O conjunto das 15 sociedades cooperativas – Aurora Coop e suas filiadas – representa uma receita operacional bruta de R$ 68,7 bilhões e um quadro associativo de 85.629 cooperados que sustentam 63.057 empregos diretos.

A estrutura do segmento suínos da Aurora Coop conta com 3.625 produtores rurais (cooperados) integrados no campo, onde estão alojadas 300 mil matrizes produtivas. Nas UDGs (unidades disseminadoras de gens), 1.147 machos reprodutores garantem o fornecimento de 1,7 milhão de doses de sêmen por ano.

As unidades industriais de suínos instaladas em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul abateram 7,376 milhões de suínos, volume 3,2% superior ao ano anterior. A produção in natura evoluiu 2,9% para 705,9 mil toneladas e a industrialização de carnes suínas cresceu 6%, fechando o ano em 428,4 mil toneladas.

LÁCTEOS

O volume de leite captado das cooperativas do Sistema Aurora Coop atingiu 472,3 milhões de litros gerados por uma qualificada base produtiva no campo, formada por 2.998 produtores cooperados.

A industrialização de lácteos registrou discreta variação de volume com a geração de 203.181 toneladas em bebida láctea, leite UHT, leite em pó, creme de leite, queijo em barra, queijo fatiado, requeijão e soro em pó.  A Aurora Coop investiu em uma moderna linha de envase de leite UHT, o que possibilitou modernizar o layout da embalagem, seguindo tendência contemporânea do mercado.

AVICULTURA

As nove plantas de abate e processamento de aves, juntas, têm capacidade instalada para o abate de 1,607 milhão de frangos por dia. Fato relevante foi a conquista da habilitação para o mercado do Reino Unido na unidade avícola de Xaxim (SC).

A avicultura industrial de corte da Aurora Coop conta com uma base produtiva, a campo, formada por 2.236 propriedades de avicultores cooperados localizados em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Em 2023, as nove plantas industriais de aves abateram 320,8 milhões de cabeças de frangos, registrando um incremento de 11% em relação à totalidade de aves abatidas em 2022. Esse incremento decorre, principalmente, do reinício das operações da nova unidade frigorífica de Guatambu (SC), submetida a um grande programa de ampliação e modernização que elevou sua capacidade de abate de 115 mil aves/dia para 414,8 mil aves/dia. No ano passado, a produção in natura de carnes de aves aumentou 3,2% para 665,9 mil toneladas e a industrialização se manteve em 58,3 mil toneladas.

Na busca por autossuficiência, a Aurora Coop atende com produção própria 90% de suas necessidades de pintainhos, adquirindo de terceiros apenas 10%. Durante o ano de 2023 foram produzidos 436,6 milhões de ovos, 95% dos quais aproveitados no incubatório.

Na área de nutrição animal, as sete fábricas da Aurora Coop trabalharam em regime de capacidade plena e produziram 2,1 milhões de toneladas de rações para aves de corte, aves matrizes e suínos, além de núcleos e concentrados. A produção total de rações obteve um incremento de 4,88%, resultante basicamente do aumento do volume das rações para aves.

CONTRIBUIÇÃO & INVESTIMENTOS

As cadeias produtivas da suinocultura industrial, da avicultura industrial e da pecuária leiteira ancoradas no Sistema Aurora Coop injetaram volumosos recursos, fortalecendo o movimento econômico – e, por extensão, a arrecadação tributária – de centenas de municípios brasileiros. Em 2023, a geração de ICMS chegou a R$ 2,3 bilhões, o valor adicionado na atividade agropecuária (indireto) foi de R$ 11,6 bilhões e o valor adicionado na atividade industrial e comercial somou R$ 5,3 bilhões.

            Visando manter a posição de terceiro maior grupo agroindustrial brasileiro do segmento da proteína animal, a Aurora Coop investiu R$ 2,7 bilhões no último triênio para a modernização e ampliação das unidades fabris e a aquisição de novas plantas industriais. O plano de investimentos da Aurora Coop permitiu inversões de R$ 1,021 bilhão em 2021, R$ 793,6 milhões em 2022 e de R$ 939,1 milhões em 2023 com a criação de cerca de cinco mil novos postos de trabalho. Com isso, a cooperativa busca a diversificação de seu portfólio, acompanhando as tendências de consumo, consolidando-se como player global, adotando a filosofia da inovação contínua e gerando valor para cooperados, colaboradores, clientes e consumidores em uma gestão sustentável da cadeia produtiva.

            Os dirigentes reforçaram que, para 2024, uma ampla gama de ações será desenvolvida, entre elas, a ampliação do Frigorífico Aurora São Gabriel do Oeste (MS), o atendimento à rampa de crescimento de abate do Frigorífico Aurora Guatambu (SC) cuja ampliação foi concluída, a reavaliação do mix produzido em cada planta industrial com foco em otimização e maximização de resultados e a otimização das linhas do recém-adquirido Frigorífico Aurora Castro (PR). Simultaneamente, entrará em produção a Unidade Industrial Aurora Chapecó II para a produção de empanados, peito

Posts relacionados

Interdição à vista

Redação

Webinar da FAESC e Safras & Mercado apresenta as perspectivas de mercado de carnes

Redação

Consolidar carreiras no mercado de trabalho é desafio para pessoas com deficiência

Redação