Blog do Prisco
Image default
Coluna do dia

Bornhausen deixa o PSB

Bornhausen deixa o PSB

Depois de cinco anos e meio, o ex-deputado Paulo Bornhausen deixa o PSB, partido ao qual se filiou no dia 30 de agosto de 2013. Naquela data, o ex-governador de Pernambuco e então presidente nacional do partido, Eduardo Campos, veio a Florianópolis. O ato foi festivo e em tons de pré-campanha eleitoral. A chegada do clã Bornhausen ao PSB naqueles idos fazia parte do projeto presidencial de Campos, que morreu em acidente aéreo no ano seguinte em plena campanha eleitoral. Em 2018, o PSB voltou à sua origem esquerdista e a orbitar o projeto do PT.

Paulo Bornhausen enviou uma carta aos filiados e líderes do partido em Santa Catarina. Deixa muito claro que não poderá seguir a nova orientação nacional e que depois de duas horas e meia de conversa com o presidente Carlos Siqueira, ele anunciou o desembarque. Que é de caráter pessoal e não de grupo.

À coluna, o ex-deputado declarou o seguinte sobre seu futuro político: “Deixei todos livres. Vou primeiro terminar esse episódio de forma correta. Na sequência, verei qual o melhor caminho a seguir. Vou com calma,” assinalou ele.

Anemia

A tendência do PSB é tornar-se anêmico em Santa Catarina. No ano passado, Siqueira expulsou monocrática e sumariamente o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, que vai assinar no DEM. Os três deputados estaduais do partido também já sinalizaram que estão de malas prontas, bem como o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira. O de Blumenau, Mário Hildebrandt, já bateu em retirada.

Glauco presidente

O catarinense Glauco José Côrte, ex-presidente da Fiesc, assumiu a presidência da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A ascensão é temporária. Mesmo assim, é emblemática. O atual presidente, Paulo Afonso Ferreira, afastou-se por motivo de viagem ao exterior. Glauco é o primeiro catarinense a pilotar a CNI, com todos os méritos!

Período

Côrte permanece à frente da CNI até o dia 22 de abril, período no qual também, por serem inerentes à função, passa a responder como diretor do Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI), presidente do Conselho Superior do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e presidente do Conselho Superior do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

Ascensão

Vale lembrar que Glauco Côrte, vice-presidente executivo da CNI, ascendeu à função depois da prisão do ex-presidente da Confederação, Robson Andrade. Esteve cotado para presidente a entidade, que acabou ficando com o mineiro Paulo Ferreira.

Subiu no telhado

O desembargador Cid Goulart concedeu liminar, suspendendo o processo de cassação do prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas, o Lorinho. O magistrado acatou tese da defesa, que está a cargo do advogado Marcos Fey Probst, apontando conflito de interesses em votação já ocorrida no âmbito da Comissão Processante.

Impedimento

Dois vereadores, considerados por Goulart como denunciantes indiretos nesta questão específica e portanto interessados diretos no resultado do processo, votaram contra o alcaide e a favor das denúncias que eles próprios ajudaram a formular publicamente inclusive. Os vereadores citados são Claudinei Eyng, o Beleco, e Leandro May. Curiosamente, a decisão do desembargador foi tornada pública minutos antes do início de mais uma sessão da comissão processante. Vitória da defesa e do prefeito Lorinho.

Posts relacionados

PR com Angela

Autor

O placar de SC

Autor

Esboço de reação

Autor