Blog do Prisco
Coluna do dia

Cadáver insepulto

Eduardo Cunha, o notório ex-presidente da Câmara dos Deputados, já é considerado parte do passado na política nacional. Outrora todo-poderoso condutor do processo de impeachment que deve culminar na degola definitiva de Dilma Rousseff, o peemedebista é uma espécie de cadáver insepulto. Politicamente falando, evidentemente.

Cunha já não encontra respaldo nem mesmo entre seus correligionários. Para se ter uma ideia, dos seis deputados federais do PMDB catarinense, absolutamente todos devem votar pela cassação do mandato de Cunha em plenário.

A sessão que levará o pescoço dele à guilhotina deve ocorrer em agosto. Rodrigo Maia (DEM), o novo presidente, por pressão popular e política, não deve mover uma palha para salvar o ex-comandante. Até como forma de desmobilizar ainda mais o chamado Centrão e fortalecer o novo eixo de poder em Brasília.

 

Juntos

Curiosamente, Eduardo Cunha e sua desafeta Dilma Rousseff devem ser guilhotinados em agosto. Vão ao cadafalso praticamente juntos.

 

Tropa do voto

A um mês para o início da campanha municipal deste ano, o pré-candidato a prefeito de Florianópolis pelo PMDB, Gean Loureiro, já soma o número de 12 partidos que oficializaram o apoio à sua candidatura. Além do próprio PMDB, já estão com Gean PDT, DEM, PTB, PSC, PRB, SD, PPL, PTN, PRP, PTC e PRTB. Levando em conta que seus principais adversários ainda não oficializaram nenhum apoio, Gean sai na frente e já conta com um exército de aproximadamente 150 candidatos a vereador.

 

Gratidão

O deputado Esperidião Amin usou a tribuna da Câmara dos Deputados para fazer um agradecimento aos colegas que o honraram com o voto, aos catarinenses que o apoiaram e ao partido que deu a oportunidade de participar da disputa. Congratulou-se com os demais deputados, principalmente com o novo presidente, deputado Rodrigo Maia.

 

Crise de representatividade

Amin ressaltou a necessidade de um esforço coletivo para dar à Câmara dos Deputados a capacidade que lhe é inerente: representar o povo brasileiro. Que o Brasil volte a ter no Parlamento uma Casa competente e confiável, que trabalhe e produza soluções democráticas.

 

Com os presidentes

Presidentes das Assembleias Legislativas de todo o país se encontraram com Michel Temer, em Brasília, quinta-feira. O deputado Aldo Schneider (PMDB), que preside interinamente a Alesc, participou do encontro no Palácio do Planalto. Na pauta, a PEC 47, que dá autonomia para os estados legislarem sobre questões que atualmente são privativas da União, como assistência social, política agrícola, trânsito, licitação e contratação, transporte e normas ambientais.

 

Temer cita LHS

Ao declarar apoio à PEC, Temer citou a descentralização implementada por Luiz Henrique da Silveira, quando foi governador. “A proposta vai dar robustez à atuação do Poder Legislativo nos estados, sem prejuízo de autoridade para a União, porque possibilita que as unidades federativas suplementem as regras gerais, o que fortalece o país”, defendeu o presidente interino.

 

Ambiente turístico

A cerimônia de posse de Vinícius Lummertz como presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) foi marcada pela proposição de um conjunto de medidas que irá romper barreiras burocráticas e alavancar o turismo brasileiro, impulsionando a promoção internacional do País. A 22 dias da Olimpíada e Paralimpíada do Rio de Janeiro, momento inédito no Brasil, o catarinense demonstrou otimismo com os Jogos, durante solenidade realizada nesta quinta-feira (14), na sede do Instituto, em Brasília, que contou com a presença de parlamentares, autoridades e empresários do setor.

 

Posts relacionados

Reforço tucano

Autor

Buligon e Maldaner

Autor

Destino: Republicanos

leander