Blog do Prisco
Coluna do dia

Começou a campanha

Com a campanha eleitoral enfrentando dificuldades inéditas, como a proibição de coligações proporcionais e acontecendo em plena pandemia, os programas de rádio e TV começaram a ser veiculados ontem em todo o país.

Talvez assim o clima comece a ganhar ares mais eleitorais entre a sociedade, pois a apatia é quase que generalizada.

Em Blumenau, alguns pontos chamaram a atenção nesta estreia dos candidatos via palanque eletrônico.

PSL

Deputado estadual mais votado em 2018 no estado, Ricardo Alba apostou num programa mais emotivo, todo ele baseado em uma ideia de superação de dificuldades. Evitou destacar o 17, número emblemático na eleição passada, mas que sofre no estado em função dos erros e da situação delicada do governador, que está com a cabeça na guilhotina.

PT

Ana Paula Lima é a candidata do PT. Ela já disputou a prefeitura em 2016, foi deputada estadual e é esposa do presidente estadual do partido, Décio Lima, que foi prefeito duas vezes da cidade. Assumiu compromissos conceituais, genéricos, vai de chapa pura e não destacou o 13. O número, tímido, apareceu ao lado de uma estrela branca com fundo amarelo. Nada de vermelho nestes tempos de patriotismo.

Podemos

O prefeito Mário Hildebrandt tenta a reeleição e deu belo espaço para sua vice, que é uma mulher. Também destacou a superação de desafios, assim como a vice, e apostou na ideia de que se não for para cuidar de pessoas, não seria candidato. Referência ao momento desafiador da pandemia, onde a prefeitura teve e tem papel central.

DEM

João Paulo Klenübing assumiu, logo na estreia, quatro compromissos. Assegurou que fará uma campanha essencialmente propositiva; declarou que não vai usar recursos do Fundo Eleitoral e não realizará grandes eventos eleitorais em função do quadro sanitário. Por fim, o ex-deputado e ex-prefeito afirmou que cumprirá, se eleito, os quatro anos de mandato. Ou seja, se voltar ao paço, JPK garante que não disputará o pleito de 2022.

PL

O deputado estadual Ivan Naatz, com chapa pura, teve poucos segundos. Destacou a sua trajetória política.

PDT

João Natel, do PDT, também teve pouco tempo. Deu uma pincelada no seu perfil e disse que apresentará o plano 12. Impossível não associar ao famoso plano 15, que Luiz Henrique da Silveira usou exaustivamente na campanha de 2002 ao governo do Estado.

Novo

O espaço eleitoral também teve a participação do estreante na política, promotor de Justiça Odair Tramontin. Ele concorre pelo Novo e pregou, naturalmente, a mudança na política.

Tradição

Lembrando que há aspectos importantes no contexto da eleição em Blumenau. Historicamente, o prefeito da cidade é sempre lembrado para disputas majoritárias, seja para o Senado ou mesmo ao governo. Os blumenauenses também não são arredios à possibilidade de reeleição. Foi assim neste século, com Décio Lima, dois mandatos, João Paulo Kleinübing, dois mandatos, Napoleão Bernardes também com dois mandatos. A conferir como será a desenvoltura do eleitor neste século.

Posts relacionados

Portas fechadas

Autor

O xis do Fundam

Autor

PSDB acena para PSD-PP

Autor