Blog do Prisco
Notícias

Dalirio relata dois projetos que homenageiam Luiz Henrique

O senador Dalirio Beber (PSDB-SC – D na foto de capa) foi o relator de dois projetos que homenageiam o senador Luiz Henrique (in memoriam), na audiência da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), na manhã desta terça-feira (6).

Um deles foi o Projeto de Lei 305/2015, do Senador Dário Berger (C), que alteraria a Lei nº 10.292, de 27 de setembro de 2001, que denomina Rodovia Governador Mário Covas a BR-101, para ter a denominação “Rodovia Senador Luiz Henrique da Silveira”.

“É justa e meritória a iniciativa em tela ao homenagear o senador Luiz Henrique, que teve uma vida exemplar.
Todavia, não obstante o reconhecimento do mérito da iniciativa proposta, não se pode deixar de considerar que tanto o senador Mário Covas, como o senador Luiz Henrique, possuem predicados inquestionáveis, com impecável folha de serviços prestados ao País.
Feitas estas considerações, em comum acordo com o autor do Projeto, senador Dario Berger, entendemos conveniente que, seria uma justa homenagem ao ilustre e saudoso Luiz Henrique, dar seu nome a rodovia BR-280, que interliga diversos municípios catarinenses, de São Francisco do Sul ao Município de Porto União, região que sedia o maior parque industrial do Estado de Santa Catarina e que foi escolhida pelo homenageado como seu berço político: Joinville”, justificou Dalirio.

dalirio homenagens lhs 2

O projeto de lei foi aprovado por unanimidade, com cumprimentos de vários senadores presentes.

Com isto, Santa Catarina tem a oportunidade de homenagear três figuras pública que batalharam pela redemocratização do país: governador Mário Covas, na BR-101, senador Luiz Henrique na BR-280, e o grande estadista e presidente Nacional da Constituinte, Dr. Ulysses Guimarães, na BR-282, que liga Florianópolis até o município de Paraíso, já na fronteira com a Argentina.

Como o projeto de Lei aprovado na CE incluiu substitutivo apresentado pelo senador Dalirio Beber, a matéria será incluída na pauta da próxima reunião, para apreciação em turno suplementar.
Joinville: capital nacional da Dança

O outro projeto de lei da Câmara (PLC 88/2015) relatado pelo senador Dalirio Beber, na mesma comissão (CE), pede que o município de Joinville, receba o título de Capital Nacional da Dança.
Em seu parecer, Dalirio destacou vários eventos na área que justificam o reconhecimento. Além do Festival de Dança de Joinville, que ocorre há mais de 30 anos, o município realiza a Mostra de Dança Contemporânea, o Festival Meia Ponta, a Feira da Sapatilha, o Encontro das Ruas, Rua da Dança, Palcos Abertos e Passarela da Dança.
Outra demonstração da vocação de Joinville para a dança, conforme assinalou o relator, foi a escolha da cidade para sediar a única Escola do Balé Bolshoi fora da Rússia.
“Seu ideal é o mesmo da Escola Coreográfica de Moscou, criada em 1773: proporcionar formação e cultura por meio do ensino da dança, para que seus alunos tornem-se protagonistas da sociedade”, comentou Beber.
Durante a discussão do projeto, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA) reconheceu o mérito da homenagem e lembrou a atuação do senador Luiz Henrique, falecido em maio deste ano, em prol do tema. Quando era prefeito de Joinville, observou a parlamentar, ele cedeu uma área de cerca de seis mil metros quadrados para instalação da sede do Bolshoi no Brasil.
A proposta segue para votação no Plenário do Senado. Se for aprovada sem mudanças, também será enviada à sanção da presidente da República, Dilma Rousseff.

Fotos: Ag. Senado, divulgação