Blog do Prisco
Coluna do dia

Definições na Capital

Na Capital, o quadro para a disputa que definirá o novo prefeito está quase definido após o PSDB optar pelo apoio a Gean Loureiro, do PMDB. Os tucanos foram seguidos pelo PR. Significa que o projeto peemedebista já chegou a 15 partidos, um frentão que se propõe a atropelar os adversários. O companheiro de chapa de Gean será um tucano, muito provavelmente o ex-vice-prefeito João Batista Nunes. Ou um vereador, como Edinho Lemos.

Isto posto, sobra para Angela Amin, a ex-prefeita de um dos clãs mais tradicionais da política estadual contar com o apoio do PSD, sem a participação efetiva de Raimundo Colombo. Quanto ao PSB, poderia apoiá-la no segundo turno. O partido lançou o ex-secretário de Planejamento do Estado, Murilo Flores, como pré-candidato, o que agradou o governador.

Elson Pereira, o professor do PSOL que foi a sensação de 2012, terá o empresário Fábio Botelho, do PV, na condição de vice. E Angela Albino, se for candidata, fará de tudo para atrair o PT de Gabriel Kazapi de vice.

 

Favoritismo

Do jeito que está, como diria o manezinha, Gean Loureiro é lestada, aquele vento de Leste que entra e balança tudo, inclusive os adversários. A conferir!

 

PPS também

O ex-PCB de Florianópolis, hoje popularmente chamado de PPS, que tinha tudo para fechar com Murilo Flores, praticamente também já encaminhou aliança com Gean Loureiro.

 

Exército

Gean Loureiro conta com 210 candidatos a vereador. É gente pedindo votos nas ruas. Angela Amin, por ora, teria apenas 35 concorrentes.

 

Substituição

O concorrente do PMDB terá mais de cinco minutos de tempo de TV. E atraiu o PSDB sem que o governador Raimundo Colombo entrasse no circuito! O negócio foi fechado entre um líder tucano e a cúpula do PMDB. Nos bastidores, fomenta-se o comentário de que o deputado João Amin substituiria a mãe, Angela, na corrida eleitoral.

 

Impensável

A coluna considera esta possibilidade de substituição muito remota. E, se ocorrer, seria uma espécie de confissão de derrota do PP.

 

Reflexos

O acordo para que o PSDB esteja com Gean Loureiro em Florianópolis pode favorecer Napoleão Bernardes em Blumenau. O PMDB não tem um nome com visibilidade na cidade do Vale e pode acabar no arco de alianças do prefeito, que terá como vice um representante do PSB.

 

Tacada errada

O PSD perdeu totalmente o protagonismo em Florianópolis. A Capital, como se sabe, é uma caixa de ressonância da política estadual. O movimento errado pode custar caro aos caciques da legenda. É grande a bronca de pessedistas estado afora, que fazem a mesma queixa do rifado Rodolfo Pinto da Luz: falta apoio dos comandantes para os projetos municipais. O que não falta é gente ficando na estrada!

 

Balneário

Leonel Pavan (PSDB) e Fábio Flôr (PP) já circulam juntos por Balneário Camboriú com uma desenvoltura, digamos, um pouco embaraçada.

 

Possibilidade

Quem pode surpreender, correndo por fora, como uma alternativa à candidata de Edson Piriquito (PMDB) e ao esdrúxulo acordo entre Pavan e Flor, é o suplente de deputado federal Fabrício de Oliveira (PSB). O eleitorado diria “não” tanto a Piriquito quanto a Pavan, que administraram a cidade nas últimas décadas, diretamente ou por intermédio de seus prepostos.

Posts relacionados

Volta ao passado?

Autor

Reforma política

Autor

Segunda lista

Autor