Blog do Prisco
Manchete

Ditadura PT-STF aprofunda perseguição a adversários

O regime ditatorial de conluio entre o Executivo, pilotado pelo PT, e o STF (com suporte de boa parte do Judiciário e do Ministério Público) aprofunda e aprimora a perseguição a adversários políticos. Na manhã desta quinta-feira, 18 de janeiro de 2024, o deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) acordou sob a mira de um fuzil empunhado por um agente da Polícia Federal.

O crime de Jordy? Ser o líder da oposição na Câmara dos Deputados. A operação da PF na casa e no gabinete do parlamentar fluminense foi ordem dele, Alexandre, o diminuto, que se julga o dono do Brasil.

A Polícia Federal, que outrora batia na casa e nos escritórios de políticos corruptos, pegava malas e mais malas de dinheiro, inclusive dinheiro em cuecas e outras partes íntimas, agora virou a KGB tupiniquim, uma polícia política, aparelhada e a serviço do regime comunista.

Qualquer cidadão que disponha de pelo menos um neurônio e não faça parte da Organização, direta ou indiretamente (a grande mídia, por exemplo, é cúmplice do regime) não pode assistir a tudo isso calado.

Fica o repúdio deste humilde espaço de comunicação e análise política contra a desfaçatez e a soberba destes que querem, a todo custo, se vingar daqueles que não se curvaram e não se curvarão para lamber as botas dos tiranos.

Segue um versículo bíblico escrito há cerca de 2.700 anos. É direcionado aos tiranos, seus apoiadores e os que se deliciam com o mal.

“Porque o TIRANO é reduzido a nada, e se consome o escarnecedor, e todos os que se dão à iniqüidade são desarraigados”; Isaías 29:20

 

O senador Jorge Seif (PL-SC) escalou a tribuna das redes sociais para manifestar sua indignação contra mais este arbítrio do regime.