Blog do Prisco
Manchete

É o STF, estúpido!

A Suprema corte, que, por excelência, deveria ser a guardiã a Constituição e das leis, parece estar se transformando justamente no contrário: um bastião da impunidade, onde a Carta Magna é rasgada conforme o interesse da clientela!

O ápice dessa escalada ocorreu nesta semana, quando a segunda turma do STF, por 3 a 1, anulou a condenação do ex-presidente da Petrobrás e do Banco do Brasil, Aldemir Bendine.

A sentença em primeiro grau foi proferida pelo ex-juiz Sérgio Moro, sendo ratificada na segunda instância, o TRF-4 de Porto Alegre.

A anulação no Supremo foi baseada num rito processual. Não se tratou do mérito. Ou seja, um absurdo e uma ameaça real à Lava Jato, mas sobretudo, à democracia. Em 1991, o marqueteiro do então desconhecido Bill Clinton, James Carville, apostou que o  então presidente George Bush não era invencível com o país em recessão e cunhou a frase que virou case de marketing eleitoral: “É a economia, estúpido!”

Neste Brasil de 2019, o bordão pode ser adaptado no contexto das organizações que se fortalecem dia a dia para soterrar a Lava Jato: é o STF, estúpido!

Placar imprevisível

Edson Fachin, derrotado na segunda turma, com o surpreendente voto da presidente do colegiado, Cármen Lúcia, agora passou o pepino para o plenário. Ali, os 11 ministros terão que se manifestar sobre esta questão. Agora, sob a vigilância de parte da imprensa e da sociedade que deseja que o combate à corrupção continue firme e forte.

Outra mão

Enquanto parcela do STF deixa muito claro que atua para sufocar o combate à corrupção (!), a Polícia Federal vai na direção oposta. Pisa no acelerador. Também esta semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o seu pai, vereador e ex-prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, foram indiciados pela PF. Os crimes? Os de sempre, como caixa 2 e 3, corrupção, lavagem de dinheiro e por aí vai.

Efeito cascata

A decisão da segunda turma do STF, de anular a condenação de Bendine, pode influenciar 32 outros processos, inclusive nos de figuras carimbadíssimas como José Dirceu e Eduardo Cunha. Sem perder um minuto sequer, a defesa da Lula da Silva, embora sejam situações diferentes, já entrou com pedidos de anulação visando surfar na onda Bendine!

Posts relacionados

Prefeito cobra agilidade da ANTT na aprovação dos projetos de mobilidade

Redação

Projeto de Lei reduz mensalidades de escolas e faculdades em SC

Redação

Podemos apresenta pré-candidatura de Ivandro de Souza à prefeitura de Joinville

Redação