Blog do Prisco
Manchete

Exportações de SC avançam 50,4% em outubro, puxadas pelas vendas de motores elétricos

De acordo com análise do Observatório FIESC, no acumulado do ano até outubro, o avanço é de 23,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Na análise mensal, também houve crescimento de 3% frente a setembro na série sem efeitos sazonais.

Assista ao vídeo com a análise do economista do Observatório FIESC, Marcelo Albuquerque

O mês de outubro foi de boas notícias para o comércio exterior catarinense. As exportações alcançaram US$ 936,2 milhões no período, crescimento de 50,4% na comparação com o mesmo mês de 2020. De acordo com análise do Observatório FIESC, no acumulado do ano até outubro, o avanço é de 23,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Na análise mensal, também houve crescimento de 3% frente a setembro na série sem efeitos sazonais.

:: Confira o boletim completo

As carnes de aves e suína mantiveram a liderança na pauta de exportações do estado, com total negociado de US$ 255,3 milhões em outubro. Porém, conforme análise do Observatório FIESC, o principal destaque de Santa Catarina em 2021 fica para o crescimento nos embarques de motores elétricos. O produto duplicou sua participação na pauta exportadora catarinense de janeiro a outubro, com crescimento médio mensal de 16,1 %.

“Somos o estado líder no Brasil na exportação de motores elétricos. O crescimento das vendas neste segmento só reforça a qualidade e a inovação da nossa indústria, que tem produtos competitivos de classe mundial”, afirma o presidente interino da FIESC, André Armin Odebrecht. Em 2021, do total exportado em motores elétricos pelo país, 78,6% têm como origem o estado de Santa Catarina.

Esse resultado expressivo é reflexo da presença da Weg, fabricante de bens de capital, sediada em Jaraguá do Sul. A empresa catarinense reportou ao mercado um primeiro semestre de bom crescimento no mercado externo, “explicado principalmente pela continuação da recuperação da demanda dos produtos industriais”.

O economista do Observatório FIESC Maicon Luiz Brand avalia que o avanço dos equipamentos elétricos na pauta exportadora catarinense reforça o refinamento da indústria catarinense. “São itens que possuem maior sofisticação tecnológica e elevado grau de encadeamento com outros setores produtivos da economia, dada sua maior complexidade econômica”, afirma.

Com relação aos destinos das mercadorias, os Estados Unidos continuam como principal mercado das exportações do estado, com 20% de participação em outubro. Produtos do setor de Madeira e Móveis são os mais demandados dos EUA, com 47,7% de participação no total comprado de Santa Catarina.