Blog do Prisco
Coluna do dia

Impasse na fusão das agências

Impasse na fusão das agências

O governo do Estado anunciou com alarde, na primeira quinze de abril, o envio do projeto de fusão das duas agências reguladoras à Assembleia. Foi o primeiro passo da reforma administrativa “fatiada”, como gosta de assinalar o governador Raimundo Colombo.

Uma vez na Alesc, a matéria foi distribuída para a relatoria do deputado Valdir Cobalchini, presidente em exercício do PMDB. Há duas semanas do recesso de julho, o peemedebista ainda não se manifestou acerca da proposta, considerada vital para as alterações que Colombo pretende implementar na máquina pública.

A demora gerou novo mal-estar no Centro Administrativo e na base aliada. A ponto de o presidente da Assembleia, Gelson Merísio (PSD), e o líder do governo, Silvio Dreveck (PP), avaliarem seriamente a possibilidade de levar o projeto ao plenário, invocando prerrogativa regimental, sem a manifestação do relator. Nos bastidores, houve quem avistasse uma possível retaliação de Cobalchini e do PMDB, que anda ás turras com o PSD desde o começo do segundo mandato do atual inquilino do Centro Administrativo.

 

 

A Fecam

Valdir Cobalchini disse à coluna que não há qualquer tipo de problema. Ele estava aguardando a posição da Fecam (Federação Catarinense dos Municípios) e avisou o secretário Nelson Serpa (Casa Civil). A entidade enviou seu posicionamento ao gabinete do deputado na quinta-feira à tarde, favorável à matéria, com duas observações. Na próxima semana, salientou o peemedebista, ele vai emitir o parecer após analisar o documento da federação.

 

 

Participação

Resumidamente, a Fecam sugere incluir o seguinte no projeto de fusão das agências reguladoras: que a regulação dos serviços nos municípios não seja automática pelo Estado e que a Federação indique um conselheiro consultivo para a Aresc (a ser criada); e os municípios, mais dois representantes no conselhão da nova agência.

 

 

PP no governo estadual

Ex-presidente da Fesporte e ex-diretor do Ministério das Cidades, Pedro Bastos, filiado ao PP há muitos anos, foi nomeado por Raimundo Colombo no governo estadual e colocado à disposição da Fundação. Vai assessorar o atual presidente, Marcelo Kowalsky. Definitivamente, o PP está no governo Colombo.

 

 

Inovação em Brusque

Deputado Serafim Venzon (PSDB) liderou comitiva de Brusque, esta semana, durante reunião com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Carlos Chiodini (PMDB). O peemedebista confirmou aos brusquenses que a cidade vai receber o 12˚ Centro de Inovação Tecnológica de Santa Catarina.

 

 

Rota ministerial

Na sexta-feira, 19, vieram a Santa Catarina os ministros da Previdência, Carlos Gabbas, e dos Transportes, Antônio Carlos Rodrigues. Nesta segunda-feira, 22, será a vez do titular da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, marcar presença na Capital.

 

 

Debandada

Em Brusque, o empresário Ingo Fischer deixou o PP e levou junto seu grupo. Ele chegou a registrar chapa para disputar a prefeitura na eleição indireta que estava prevista, mas desistiu antes mesmo da decisão do STF que suspendeu o pleito. Ponto para o prefeito Roberto Prudêncio Neto (PSD).

 

 

Despedida

Ex-senadora Ideli Salvatti está convidando amigos, políticos, autoridades e imprensa para sua festa de despedida do Brasil. Será no dia 25 à noite, em Florianópolis. Ela vai assumir uma secretaria na OEA, em Washington.

Posts relacionados

Mudanças no tabuleiro estadual

Autor

Transparência e seriedade

leander

Aprovação de Bolsonaro bate recorde

leander