Blog do Prisco
Destaques

Jaraguá do Sul abre centro de atendimento para dengue

Medida do prefeito Jair Franzner tem objetivo de ajudar a desafogar hospitais

As doenças de inverno e o crescente número de casos confirmados de dengue têm levado à ocupação de mais de 90% dos leitos de UTI em Santa Catarina e sobrecarregado também os Pronto Atendimentos e Enfermarias. A situação tem preocupado o governo do Estado e os prefeitos catarinenses. Em Jaraguá do Sul, a saída encontrada, que pode servir de modelo para outras cidades, foi a abertura de um Centro de Atendimento para Dengue, além da ampliação dos horários de funcionamento dos postos de saúde.
O Centro para Dengue começa a funcionar nesta terça-feira no Parque Municipal de Eventos de Jaraguá do Sul, junto ao Estande de Tiro Olímpico Roland Leopoldo Janssen.
A estrutura contará com médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, e prestará os primeiros atendimentos a pacientes com dengue ou com suspeita da doença. No local, também serão feitos testes e hidratação intravenosa, indicada para maioria dos casos. Os pacientes serão classificados de acordo com a gravidade da doença.

“Tomamos a decisão de aumentar a oferta de atendimento porque os casos em Santa Catarina não param de crescer. Além disso, temos ampliado a fiscalização e as campanhas de conscientização. São várias frentes de trabalho porque a situação exige e atender as pessoas é nossa prioridade”, diz o prefeito Jair Franzner.

 

Funcionamento do Centro de Atendimento Dengue:

– Atendimento de porta de entrada e encaminhados de unidades de saúde do município para pessoas com suspeita ou diagnosticado com dengue, incluindo crianças e adultos.
– A partir de terça-feira (9), das 7h às 22h, todos os dias da semana.
– Hidratação endovenosa, apenas para casos cujos critérios são cabíveis a esta conduta.
– Serão coletados exames de sangue quando necessário. Será feito hemograma completo e exame de sangue da dengue, para os casos que se enquadrarem nos critérios técnicos. Os exames serão coletados e encaminhados aos laboratórios para análise. O resultado ficará pronto em até três horas. Haverá uma ambulância disponível para encaminhar pacientes ao pronto socorro, caso necessário, e um carro para levar os exames.
– Após ser atendido na recepção um técnico de enfermagem verificará os sinais vitais do paciente, um enfermeiro fará a classificação de risco. Na sequência será feita a interconsulta e atendimento médico para casos específicos.