Blog do Prisco
Notícias Últimas

Lava Jato pede que PP devolva 2,3 bilhões

Apesar de toda a pressão contrária e dos ataques sórdidos sofridos por alguns de seus integrantes, a força-tarefa da Lava Jato avança. Com o pedido, mediante ação civil pública já ajuizada, de devolução de R$ 2,3 bilhões aos cofres públicos, bagatela que teria sido roubada por integrantes do PP, a operação entra em novo momento: o de responsabilizar partidos políticos por ações criminosas, cobrando o devido ressarcimento.

O processo envolve 10 “expoentes” das hostes progressistas. Eles são acusados de improbidade administrativa. Conforme informações repassadas pelo procurador Deltan Dallagnol (foto interna), o PP fazia pagamentos ilícitos a partir de contratos da diretoria de Abastecimento da estatal, aquela que foi comandada por Paulo Roberto Costa. Ele ocupou o cargo por indicação do PP e é considerado o primeiro delator no âmbito da Lava Jato.

deltan dallagnol fpolis
Procurador listou 10 filiados ao PP que teriam comandado a roubalheira na Petrobrás, dentro do quinhão que “pertencia” ao partido

NOMINATA

Entre os políticos citados na ação, estão os deputados federais Nelson Meurer (PP-PR), Mário Negromonte Júnior (PP-BA), Arthur Lira (PP-AL), Otávio Germano (PP-RS), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e Roberto Britto (PP-BA); os ex-deputados federais Pedro Corrêa (PP-PE), Pedro Henry (PP-MT), João Pizzolatti (PP-SC) e Mário Negromonte (PP-BA); e o assessor do ex-deputado José Janene (PP), morto em 2010, José Genu.

Posts relacionados

Fundação Cultural de Brusque fecha parcerias com Joinville

Autor

PDT emite nota oficial sobre posicionamento de Gelson Merisio

Autor

Colatto defende PEC 241 em encontro com Temer e ministros

Autor