Blog do Prisco
Manchete

Maioria do TSE vota por conceder mandato a Ana Paula Lima

A ex-deputada estadual Ana Paula Lima, apoiadores e militantes do PT-SC aguardavam, ontem, com expectativa redobrada, o resultado de uma votação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A euforia chegou a tomar conta dos petistas quando o placar já estava 4 a 1 favorável a ela. Mas o ministro Luiz Roberto Barroso pediu vistas e interrompeu o julgamento, que tem tudo para conceder mandato de deputada federal a Ana Paula. Resumidamente, a defesa da petista pede que sejam validados os 491 votos conquistados pela candidata Ana Laís nas eleições do ano passado. Ela concorreu pelo PT, mas sua votação não foi computada na legenda partidária, o que deixou Ana Paula sem mandato.

Para que o PT alcançasse o coeficiente eleitoral e tivesse direito a mais uma das 16 vagas na Câmara (que ficaria com Ana Paula Lima), faltou um único voto. Esse contexto permitiu a diplomação e posse de Ricardo Guidi (PSD). Na manhã desta quinta, o ministro catarinense Jorge Mussi apresentou voto divergente do relator, outro representante de SC, Admar Gonzaga, que manifestou-se pela invalidação dos votos de Ana Laís.

Quarteto

O voto de Mussi foi acompanhado por Og Fernandes, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto e Edson Fachin. Faltavam apenas os votos de Luiz Roberto Barroso e da presidente do TSE, Rosa Weber, quando Barroso pediu vistas. Salvo uma reviravolta muito grande, Ana Paula Lima tem tudo para assumir como deputada federal, muito embora o processo ainda possa se arrastar por tempo indeterminado!

Fôlego

O retorno iminente de Ana Paula Lima significaria um fôlego substancial ao PT catarinense. Ela é esposa do ex-deputado federal Décio Lima, que concorreu ao governo no ano passado, abrindo espaço para ela ascender à Câmara. Tanto um como outra são sempre lembrados para novamente disputarem a prefeitura de Blumenau!

Encolhimento

Para o PSD, a lógica é inversa. Passando por reestruturação depois do encolhimento observado nas urnas em 2018, os pessedistas poderão ficar com apenas uma cadeira no Congresso por SC com Darci de Matos.

 

Posts relacionados

Presidente da Celesc vai receber lideranças da Amrec e Amesc na terça-feira

Autor

Afastado, prefeito busca retorno ao paço pela via judicial

Fabian Oliveira

Lava Jato em SC!

Fabian Oliveira