Blog do Prisco
Coluna do dia

O cenário em Itajaí

Na cidade portuária, o pleito está polarizado, apesar de candidaturas do PT, do Avante e do ex-suplente de deputado federal Osvaldo Mafra, do Solidariedade.

Com o apoio do ex-prefeito de quatro mandatos, Jandir Bellini, Robison Coelho, do PSDB, é o candidato mais competitivo contra o prefeito Volnei Morastoni, do MDB.

Ele lidera as pesquisas, apesar de toda a provocação, o pouco caso, as chacotas que fizeram quando ele tomou iniciativas, lá no início da pandemia, como a prescrição de remédios para vermes e os testes de tratamento com o elemento ozônio.

Morastoni ganhou até visibilidade nacional, do ponto de vista do deboche.

Para a população, no entanto, suas iniciativas, ele é médico e político experiente, foram vistas como as de alguém preocupado, tentando acertar e ajudar as pessoas num momento muito difícil.

Mas não se pode desprezar a competitividade de Coelho, jovem vereador, aguerrido que chega muito bem respaldado para a reta final na força histórica de Bellini na cidade.

O cenário em São José

São nove candidaturas no quarto maior colégio eleitoral de Santa Catarina. Destaca-se o candidato da atual prefeita, Adeliana Dal Pont, que completa oito anos de mandato.

Orvino Coelho de Ávila está há 42 anos na Câmara josefense, é homem respeitado, conhecido e muito benquisto.

Há, porém, vários comunicadores bem conhecidos disputando a prefeitura.

Roberto Salum, que fez rádio e televisão por muitos anos e já disputou várias eleições. Luizinho da Regional também é figura que circula bem em toda a cidade, até pela popularidade de sua rádio FM.

Ainda no segmento da comunicação, o filho do apresentador e jornalista Hélio Costa, hoje deputado federal, Hélio Costa Júnior, é o candidato a vice na chapa de Fernando Anselmo.

Orvino é favorito, mas o cenário indica que podem haver surpresas.

Reeleito

A Associação de Oficiais Militares de Santa Catarina, ACORS, realizou Eleições de forma presencial em duas etapas: no dia 3 de novembro, no interior do estado, em São José e em Palhoça, e no dia 6 de novembro em Florianópolis. O candidato à reeleição, Cel Sérgio Luís Sell, será reconduzido à presidência da Diretoria Executiva, com 436 votos, na solenidade de posse agendada para 20 de novembro. Assim como ele, o Cel Marlon Jorge Teza permanece na presidência do Conselho Fiscal, com 382 votos. Entre os associados que compareceram ao pleito no dia 6 de novembro está o Governador Moisés

Lei seca

Neste ano, não haverá a expedição de norma por parte da Justiça Eleitoral catarinense, a exemplo do que ocorreu nas últimas eleições

O TRE-SC informa que eventuais restrições ao consumo e à venda de bebidas alcoólicas, na véspera e no dia do pleito (Lei Seca), competem à Secretaria de Segurança Pública do Estado, se assim entender necessário aquele Órgão.

Posts relacionados

No telhado

Autor

PMDB reclama!

Autor

Governadores unidos

Autor