Blog do Prisco
Coluna do dia

Os deslizes…

Os deslizes…

Os últimos dias, incluindo os dois primeiros desta semana, tiveram três personagens principais na política, descartando-se deste rol o presidente Jair Bolsonaro e suas barbaridades verbais.

O trio na ribalta é composto pela ex-deputada federal gaúcha Manuela D’Ávila; o advogado norte americano e jornalista de pouco tempo, Glenn Greenwald; e o ministro Sérgio Moro.

O ex-juiz destacou-se por seus deslizes. No cargo que ocupa, ele não deveria, sob nenhuma hipótese, ter divulgado nomes de personalidades que tiveram seus celulares invadidos pelos bandidinhos já presos pela PF.

Nem tampouco ter declarado que o material, os dados surrupiados, iria ser destruídos. Na qualidade de ex-magistrado, Moro deveria saber que tal encaminhamento carece de decisão judicial. Fora isso, contudo, o titular da Justiça goza de muito crédito por ter desencadeado e pilotado por anos a Lava Jato, maior operação de combate à corrupção da história.

…e a conivência

Na outra ponta, a comunista Manuela. Ela confirmou, vejam só, que foi contactada por um dos meliantes que integrava a quadrilha de criminosos cibernéticos. O fora da lei queria o contato do dono do The Intercept, Glenn Greenwald. Desconfiada de que o sujeito não tinha bala na agulha, ela recebeu um áudio que já havia sido hackaeado de um celular importante. Ou seja, a gaúcha foi conivente com toda essa barbaridade e os crimes já cometidos pelo quarteto de bandidos.

Responsabilidade

Como cidadã e ex-deputada federal, Manuela D’Ávila deveria ter avisado as autoridades (polícia, Ministério Público, Judiciário, enfim). Não o fez. E agora precisará responder por isso.

Pente-fino

Ao colunista, o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, confirmou suspeitas graves no setor de compras da pasta. O pente-fino segue e muitos contratos estão sendo revistos. Assim como uma enxurrada de licitações. Havia excesso, na visão da atual gestão, de dispensa de licitações e outras práticas que não seriam recomendadas. Nos bastidores, as informações indicam que situações gravíssimas, e até inacreditáveis, podem vir à tona em breve.

Desgaste

Pelo andar da carruagem, Jair Bolsonaro só conseguirá manter a seu lado, se nada mudar, uma legião de fanáticos. A falta de postura do presidente e as bobagens que anda dizendo aos borbotões colocam em xeque sua credibilidade como chefe da nação.

Culturas ameaçadas

A possível aprovação dos projetos de lei da deputada Luciane Carminatti (PT), que veda a pulverização aérea de agrotóxicos (PL 10/2019), e do deputado Padre Pedro Baldissera (PT), que proíbe a fabricação, o uso e a comercialização do Diclorofenoxiacético, o 2,4-D (PL 87/2019), inviabilizaria, tecnicamente, as culturas de banana e de soja em Santa Catarina, avalia o gestor da Divisão de Fiscalização de Insumos Agrícolas da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Matheus Mazon Fraga. Ele defende o debate técnico das propostas e que deveriam ser apresentadas alternativas aos agricultores.

Ranking

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina conquistou a 13ª colocação no Índice de Desempenho de Sustentabilidade (IDS) por tribunal, do Conselho Nacional de Justiça, referente ao ano de 2018.

Posts relacionados

Agora é guerra

Autor

Solto, mas longe da prefeitura

Autor

Aumento de impostos

Autor