Blog do Prisco
Coluna do dia

PDT quer Décio Lima

PDT quer Décio Lima

O deputado federal Décio Lima (PT) sentou, ontem (17), em Brasília, para uma rodada eminentemente política, com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o presidente da Correios Par, Manoel Maneca Dias, e com o deputado federal Mauro Mariani (PMDB).

Trata-se de um desdobramento da conversa que tiveram sábado (13), em Itajaí, o próprio Décio, Maneca Dias e o deputado estadual Rodrigo Minotto. Os pedetistas e o petista conjecturam sobre a possibilidade do deputado federal mudar de sigla.

Olhando à distância, parece pouco provável que o parlamentar deixe o PT, onde construiu sua carreira política, para ingressar no PDT. Mas as conversas existem. A ideia dos pedetistas é aproveitar a janela de 30 dias para troca de partidos que se abrem nesta quinta-feira (18). E reforçar suas fileiras. Além de ganharem um federal, os brizolistas poderiam contar com mais três deputados estaduais. Ana Paula Lima, esposa de Décio, Neodi Saretta e Padre Pedro Baldissera. Se a engenharia acontecer a partir de Décio Lima, a mudança automaticamente englobaria Ana Paula, podendo alcançar os outros dois.

 

 

 

 

Perspectiva para 2018

O leitor mais atento pode perguntar o que levou o presidente estadual do PMDB, Mauro Mariani, participar do encontro de ontem em Brasília. Evidentemente que a hipotética chegada de Décio Lima ao PDT reforçaria significativamente a legenda, tornando-a um parceiro ainda mais estratégico para 2018, quando Mariani pretende ser candidato a governador e vê pouquíssimas perspectivas de manutenção da aliança com o PSD.

 

 

 

 

Candidatura em Itajaí

Voltando para 2016, independentemente do endereço partidário, Décio Lima já é 99% candidato a prefeito de Itajaí, embora tenha sido prefeito de Blumenau em duas oportunidades.

 

 

 

 

Rombo nos fundos

Senador Aécio Neves, o tucano-mor do país, apresentou uma lista de propostas prioritárias ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), esta semana. Entre as propostas, está o projeto de lei 388 de 2015 do senador Paulo Bauer (PSDB), que muda a forma de composição dos conselhos deliberativo e fiscal das entidades de previdência complementar vinculadas à União, Estados, Distrito Federal e Municípios, bem como de órgãos vinculados e empresas estatais. A preocupação do senador Paulo Bauer é com o rombo nas contas de fundos como Previ, Petros, Postalis e Funcef que chegam a um total de R$ 46,6 bilhões.

 

 

 

 

 

Paridade e quarentena

O projeto do senador catarinense estabelece representação paritária entre representantes dos participantes, dos assistidos, dos patrocinadores e de conselheiros independentes nos conselhos. O projeto do senador catarinense proíbe ainda de integrar qualquer dos conselhos membros de partidos políticos que tenham exercido atividades de direção partidárias nos 24 meses anteriores à posse.

 

 

 

 

 

Retorno

A Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina acatou pedido da defesa do vereador Cesar Faria e determinou o retorno dele à Câmara de Florianópolis. Resumidamente, o despacho do TJ afastou a cautelar que impedia Faria de exercer o mandato.

 

 

 

 

Ipuf

O vereador foi afastado do exercício do mandato no âmbito da chamada Operação Ave de Rapina, desencadeada pela Polícia Federal, e que investiga a suposta atuação de uma quadrilha em contratos do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf).

Posts relacionados

Pelo teto

Autor

Alba e Moisés

leander

DNA corrupto

Autor