Blog do Prisco
Destaques

Prefeito deixa o PSB, que definha em SC

Seguem as baixas no PSB de Santa Catarina. O partido está em litígio com dois deputados estaduais – Bruno Souza e Nazareno Martins – e o terceiro, Láercio Schuster, já manifestou descontentamento com os rumos da legenda. O federal da sigla por SC, Rodrigo Coelho, também está pra lá de insatisfeito e deve partir também para a disputa no Judiciário depois de ser suspenso das atividades paritárias por um ano. Ele votou a favor da Reforma da Previdência. Fabrício Oliveira, prefeito de Balneário Camboriú, foi um dos primeiros a bater em retirada. Agora chegou a vez do prefeito de Rio Negrinho, no Planalto Norte, Júlio Ronconi, que está distribuindo a carta abaixo. Ele deixa claro o peso que a saída de Paulo Bornhausen teve nessa decisão, bem como o fato de o partido ter perdido outra liderança, o senador Dário Berger. Confira:

“Prezados amigos e correligionários, estou de saída do PSB. Este Partido me deu muitas alegrias e trouxe muitos aprendizados durante mais de 14 anos. Vi o partido passar por diferentes momentos, os quais jamais esquecerei, como por exemplo a precoce partida de um dos maiores líderes políticos que o país teve, Eduardo Campos (in memoriam), o qual tive a honra de acompanhar pessoalmente quando vinha a Santa Catarina. Aprendi com o partido a superar desafios que pareciam insuperáveis,  bem como a respeitar os adversários, quem quer que fossem. Mas a situação partidária tem se tornado um grande dificultador de recursos e de ajuda junto aos governos estadual e federal. O PSB deu um grande salto quando foi colocado nas mãos de Paulinho Bornhausen, mas começou a sucumbir quando de sua saída. Não vou entrar no mérito de quem tinha razão, se foi a nacional ou o grupo que estava no comando, até porque ambos tinham seus motivos e suas respectivas razões. Apesar de ter sido nomeado como vice-presidente do partido, na esfera estadual, não concordo com o que foi feito com o Senador Dário Berger, um político que tem uma carreira de sucesso e que não deve ser desprezado, com importante papel político no cenário nacional e estadual, destacado na defesa dos interesses dos municípios de SC. A atual direção estadual, infelizmente, ainda está em conflito, e isso foi o principal fator que me fez tomar a decisão de sair do PSB. Nosso país vive um novo momento e devemos prestar atenção nas ações e nos posicionamentos dos nossos correligionários. Sempre digo que os extremos são perigosos, e o equilíbrio das ações, falas e posicionamentos deve imperar em nossas vidas privadas e públicas. Agradeço e sempre vou admirar meu grande amigo Dr. Carlos Siqueira, que engrandece o partido por sua capacidade de gerenciar conflitos e posicionamentos. Fico, por enquanto, sem partido, até decidir o melhor rumo a seguir. Agradeço aos que permanecem ao meu lado nessa caminhada e continuarei, independentemente de onde eu esteja, lutando por novas conquistas para Rio Negrinho.

Forte abraço!
Julio Cesar Ronconi”

Posts relacionados

Justiça Federal determina que Incra conclua legalização de terra quilombola na Grande Florianópolis

Redação

Aumenta o número de vagas no Sine para recolocação no mercado de trabalho

Redação

Prazo de 12 meses para licitação no transporte

Autor