Blog do Prisco
Image default
Notícias Últimas

Projeto de Lei do deputado Caropreso prevê a divulgação de relatório de produtividade dos hospitais públicos do Estado

Está em tramitação na Assembleia Legislativa, um projeto de lei do deputado Dr. Vicente Caropreso (PSDB), que prevê que o Secretário de Estado da Saúde apresente em audiência pública a ser realizada a cada quatro meses no parlamento, um relatório com os índices de produtividade dos 13 hospitais públicos catarinenses.
Na justificativa do projeto o parlamentar enfatiza que o objetivo da proposta é socializar a divulgação dos indicadores que representem a produtividade dos Hospitais Públicos de administração do Estado de Santa Catarina, bem como avaliar os resultados atingidos, identificar e corrigir possíveis falhas, com vistas à melhoria do processo de gestão hospitalar.
Caropreso lembra, que a maioria dessas unidades hospitalares estão localizadas em Florianópolis e Joinville, e que grande parte dos cidadãos ficam impossibilitados de usufruir dessas estruturas, ou dificilmente o farão, em razão da distância, o que configura uma evidente desigualdade no atendimento em detrimento da maioria da população catarinense.
O deputado lembrou que o impacto financeiro das 13 (treze) unidades hospitalares públicas da Administração estadual, no orçamento da Secretaria de Estado da Saúde, representa quase um terço total de recursos disponíveis e que a divulgação dos dados de produtividade, das condições de trabalho e dos diversos indicadores encontrados nas referidas estruturas públicas, possibilita a realização de análise comparativa, de forma periódica, com outras formas da administração hospitalar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), existentes no Estado, permitindo, quando for caso, possibilidade de ajustes na destinação de recursos públicos de acordo com a demanda e complexidade  de atendimento.

Posts relacionados

Presidente do TRE-SC alerta para prazos

Autor

Morastoni faz reforma e projeta economia de R$ 12 Milhões

Fabian Oliveira

Maldaner avalia 2016 como ano difícil, e espera 2017 de reformas

Autor