Blog do Prisco
Image default
Coluna do dia

Que venha 2019

O calendário aponta para a chegada, nesta segunda-feira, da última semana de 2018.

Daqui a sete dias, o país e o Estado já terão empossados novos governantes. Pela curva da história e pelas formas como chegaram à vitória nas urnas, Jair Bolsonaro e Carlos Moisés carregam uma enorme, imensa responsabilidade sobre os ombros.

O eleitorado de 2018 rompeu com um ciclo de centro-esquerda; esquerda-esquerda, de quase 25 anos. Desde o pleito de 1994 que PSDB e PT se revezaram no poder central, espalhando suas influências pelos Estados, sempre com a companhia do MDB e de partidos que representavam a continuidade “renovada” da velha Arena: PP e DEM (sucedâneo do PFL).

A onda Bolsonaro levou o nanico PSL à ribalta e foi decisiva para a surpreendente e esmagadora vitória de Moisés, até então um ilustre desconhecido, em Santa Catarina.

Combate à corrupção, novas práticas, fim do toma-lá-dá-cá, transparência, redução da máquina e melhores serviços públicos é o que o distinto público espera. Os próximos quatro anos dirão para onde vamos, pois de onde viemos, pois de onde viemos o eleitor já disse que não quer retornar!

 

Nova Aprasc

Discursos de unidade marcaram a cerimonia de posse da nova diretoria da Associação dos Praças de Santa Catarina, a Aprasc, que passa a ser presidida pelo subtenente da reserva, João Carlos Pawlick. Ele quebra um ciclo de duas décadas de dirigentes de esquerda à frente da entidade. O evento contou com a presença de deputados como Onir Mocelin (PSL), líder do governo, representantes de várias associações, do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes e do major BM Lemos, representando o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel João Valério Borges.

 

FRASE

“A luta da categoria em torno dos pleitos precisa estar acima de nossas diferenças. O momento é apresentar resultados práticos para nossos policiais e bombeiros militares.” João Pawlick, dando vazão à insatisfação da categoria, que está com os salários defasados há quatro anos.

 

Dois em um

Para o deputado Neodi Saretta é possível, sim, estar presente nas sessões e também fazer o trabalho nos municípios. Atuando em todas as áreas, mais uma vez é o parlamentar que mais apresentou propostas na Assembleia Legislativa. Neste ano de 2018 foram 251 proposições entre pedidos de informação; requerimentos, Moções e Projetos de Lei.

 

Antecipação

Depois do tsunami de renovação e PSL em 2018, tem muito prefeito se mexendo com vistas ao pleito de 2020. Em Criciúma, para movimentar o comércio local no período do Natal, Clésio Salvaro (PSDB) determinou a antecipação dos salários de janeiro dos servidores municipais. Eles já receberam os proventos na sexta-feira (21). Aproximadamente 4,5 mil servidores do município já estão com o salário de janeiro nas contas. O pagamento gira em torno de R$ 15 milhões.

 

Assim, não

Em 2019, há sinais de que a sociedade vai pressionar fortemente por mudanças no sistema de escolha dos ministros do STF. Do jeito que está, não dá mais, com o presidente e os donos do poder em Brasília indicando seus advogados para a suprema corte tupiniquim. O agora mais notório de todos, Marco Aurélio Mello, está há 28 anos no STF e já produziu todo tipo de pérolas e absurdos. Chegou lá nomeado pelo primo, o ex-presidente Fernando Collor de Mello.

 

Posts relacionados

Kassab e o PSDB

Autor

Reforço tucano

Autor

Meirelles na ribalta

Autor