Blog do Prisco
Notícias

SC+Energia faz balanço positivo dos primeiros 60 dias

O comitê gestor do SC+Energia esteve reunido nesta terça-feira, 8, em Florianópolis, para avaliar as ações dos primeiros dois meses do programa. “O SC+Energia vem demonstrando resultados surpreendentes, até agora 24 empreendimentos de geração e um de microgeração se cadastraram no programa, que devem gerar proximadamente 178 megawatts de energia limpa, o que representa R$800 milhões de investimentos no Estado por parte dos empreendedores”, declarou o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, responsável pelo programa. Além disso, durante este período a Fundação do Meio Ambiente (Fatma) liberou 36 licenças ambientais, resultado do trabalho dos órgãos envolvidos no processo.

sc mais energiaNo começo deste mês o portal www.scmaisenergia.sc.gov.br foi reformulado, tornando-se mais interativo, explicativo e prático, para que os empresários possam entender como participar e cadastrar seu projeto. Foi criada, ainda, uma plataforma para que todos os parceiros tenham acesso ao banco de dados, e assim, fazer uma análise mais profunda dos projetos, ter conhecimento dos entraves e, de forma eficiente, questionar os pontos nas reuniões do comitê gestor, que serão realizadas sempre na primeira segunda-feira de cada mês.

“A reunião envolveu contou com a presença de todos os parceiros, além dos novos que estão se inserindo, o que aponta que estamos no caminho certo. Recebemos a SC Parcerias e a Eletrosul, que estão se colocando à disposição para ajudar e contribuir no crescimento deste projeto e devem se inserir nele. Acredito que os resultados serão ampliados e nosso Estado será uma grande referência na América Latina quando o assunto for eficiência energética e energias limpas é para isso que estamos trabalhando”, explica o diretor de Desenvolvimento Econômico da SDS, João de Nadal, que assumiu a coordenação do SC+Energia recentemente.

Para o secretário da SDS, o engajamento do comitê gestor tem sido o diferencial para o sucesso da ação. “Este é apenas o começo, vamos fazer com que o programa seja a mola propulsora da economia catarinense, gerando eficiência energética, não poluindo o meio ambiente e fortalecendo a nossa economia”, explica Carlos Chiodini.

O grupo de trabalho é formado por representantes da Secretaria da Fazenda (SEF), Fatma, Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), Companhia de Gás de Santa Catarina (SC Gás), Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Associação de Produtores de Energia de Santa Catarina (Apesc), Fundação de Amparo a Pesquisa e Inovação (Fapesc) e Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc).

Foto: divulgação

Posts relacionados

Multinacional de silicone confirma inauguração em Joinville em 2016

Autor

Júlio Garcia vai assinar ficha dia 24 no PSD

Autor

Dreveck: PP vai crescer em 2016

Autor