Coluna do dia

Sem o Cidadania

Nos últimos dias, aumentou o flerte do PSDB com o projeto eleitoral do senador Esperidião Amin. Aos tucanos, o ex-governador assegurou pelo menos uma vaga na majoritária, algo que o atual inquilino da Casa d’Agronômica, que parecia já contar com o PSDB, acabou não fazendo.
A aproximação entre tucanos e progressistas se fortaleceu depois que Moisés da Silva ofertou as duas vagas (Senado e vice) de sua chapa ao MDB.
Depois do movimento de Amin, o governador sinalizou que poderia abrir espaço majoritário ao PSDB. Pois muito bem. Ocorre, no entanto, que os tucanos estão federados com o Cidadania no contexto nacional e isso se reflete nos estados.
Nesta condição jurídica e política, os partidos formam uma aliança que começa antes do período eleitoral e se estende pelos próximos quatro anos, valendo, inclusive para a atuação nos legislativos sejam eles municipais, estaduais ou no federal.

Desconhece

Questionado pelo blog sobre a participação do Cidadania nestas conversas que o PSDB tem entabulado em Santa Catarina, o vice-presidente estadual do partido, João Passos, foi enfático: “Não participamos de nenhuma conversa (sobre aliança com o PP).”

Tratorando

Ou seja, a federação, por ora, não tem sido respeitada pelo comando estadual do PSDB em relação ao Cidadania, partido que tem uma deputada federal por Santa Catarina.

Freio de arrumação

Ontem, havia informações de bastidores indicando que o PSDB pediu uma reunião com o Cidadania após o Blog do Prisco tornar público o alijamento do outro partido federado neste processo.
A ideia era acertar os ponteiros visando a necessária e obrigatória atuação conjunta dos dois partidos em Santa Catarina.

Marcha para Jesus

Empresário Jorge Seif Junior, pré-candidato ao Senado pelo PL em Santa Catarina, informou o seguinte sobre a agenda do presidente Jair Bolsonaro em Balneário Camboriú. “Sobre a vinda do Presidente a SC para “Marcha para Jesus”, a primeira data confirmada pela agenda seria 2 de julho 2022. No entanto, a agenda do Presidente antecipou a vinda para 25 de junho de 2022 (próximo sábado). A hora de chegada da comitiva com o Presidente será confirmada ao longo da semana. “

Sem tempo

Ainda sobre a agenda presidencial no Estado, Seif adiantou que não haverá motociata em Santa Catarina. “Não foi possível organizar a motociata pelo tempo que demanda organizar rotas e equipes de apoio e segurança.”

PCdo B do PT

A direção do PCdoB, partido que sempre orbitou o PT neste país, soltou nota apoiando a candidatura de Décio Lima ao governo. O petista tem a rivalidade de Dário Berger, o neo-canhoto do PSB que também quer a cabeça de chapa.
“A Direção Estadual do Partido Comunista do Brasil em Santa Catarina, reunida nesta data, aprovou a indicação do ex-deputado federal Décio Lima, do Partido dos Trabalhadores, como pré- candidato a Governador do Estado,” assinalaram os comunistas.
Respaldo ministerial

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cumpriu agenda de visita a hospitais catarinenses no sábado. Veio a convite do senador Jorginho Mello. Entre um compromisso e outro, o médico que pilota a saúde nacional gravou um vídeo de apoio ao projeto de Mello, pré-candidato ao governo pelo PL.