Blog do Prisco
Coluna do dia

Transparência e seriedade

São duas premissas básicas da gestão do prefeito Antídio Lunelli em Jaraguá do Sul. A coluna abre mais uma vez espaço a ele e sua trajetória na segunda cidade mais importante da região Norte.

Empresário vencedor, ele se afastou dos negócios privados, que hoje estão sob a responsabilidade dos irmãos, e passou a dedicar-se exclusivamente à prefeitura. Jaraguá é uma cidade diferenciada também no envolvimento dos empresários com as questões comunitárias e tem histórico de eleger líderes empreendedores ao Paço Municipal. Um deles, Geraldo Werminghaus, morreu no exercício do cargo, deixando comoção e saudades no município.

Logo no inicio do mandato, o prefeito enfrentou uma grande greve dos funcionários municipais. Momento que foi um divisor de águas dentro de seu objetivo de implantar uma gestão de perfil privado na estrutura pública municipal. Em linhas gerais, Antídio Lunelli vem reduzindo o tamanho da máquina, aumentando investimentos e acabando com penduricalhos.

 

Dificuldades

O prefeito assumiu com um déficit de R$25 milhões nas contas e com a folha de pagamento do funcionalismo batendo na casa de 50% da arrecadação, zero de capacidade de investimento, sem capacidade de contrair empréstimos e atraso no pagamento a fornecedores.

 

Pacote

A partir de 2017, a situação começou a mudar. Foi lançado um pacote de reequilíbrio financeiro logo no início da gestão e a reação dos funcionários foi uma greve de 30 dias enfrentada por Antídio Lunelli. Mesmo assim, o alcaide conseguiu aprovar 95% das suas propostas. Medidas envolveram o fim da gratificação e do recolhimento de FGTS para os funcionários temporários, a diminuição dos triênios de 6% para 3%, e mudanças no pagamento do vale-alimentação. Servidores recebiam vale até nas férias, o que foi cortado.

 

Comunicação

É longa a lista de ações do governo Antídio Lunelli que estão mudando o ambiente de negócios e melhorando a vida da cidade em geral. Não caberiam neste espaço. Tanto é assim que a cada semestre, a equipe do prefeito prepara uma revista de prestação de contas, que é entregue nas casas dos jaraguaenses.

 

Projeção

A dedicação em tempo integral, a transparência e a seriedade estão dando tão certo que Antídio Lunelli é favoritíssmo à reeleição. Numa cidade em que a tradição é a de o prefeito não se reeleger, pois o eleitorado é muito exigente. Lunelli praticamente não tem adversário à altura a esta altura do campeonato, faltando seis meses para a campanha eleitoral.

 

Autonomia

O fato de ser um empresário de sucesso facilita  e muito a vida de Antídio Lunelli na política. Ele mesmo financia sua campanha, não fica devendo dinheiro e muito menos favores a ninguém, além de não precisar de fundo partidário, caixa 2 ou fundo eleitoral.

 

Por toda SC

Caso conquiste a reeleição, projeto que vai se encaminhando muito bem, o prefeito Antídio Lunelli entrará no circuito com vistas ao pleito estadual de 2022.

Ele seria nome fortíssimo à cabeça de chapa. Pelo MDB, pelo Aliança de Jair Bolsonaro que, na prática foi quem o convenceu a aceitar o desafio político, ou outro partido.

 

Vácuo

No MDB, que ainda é o maior partido do Estado, a posição de Antídio Lunelli, uma vez reeleito, é de absoluto conforto para conquistar a indicação e disputar o governo. Depois da morte de Luiz Henrique da Silveira, o MDB ficou órfão. Casildo Maldaner tem idade avançada e está fora do jogo; Paulo Afonso Vieira jamais conseguiu se recuperar após o mandato de governador e Eduardo Moreira acumula brutal desgaste. Foi ele o grande responsável pelo desastre eleitoral do partido em 2018, quando, pela primeira vez desde 1982, um emedebista não chegou ao segundo turno da eleição ao governo estadual.

Posts relacionados

Acabou a trégua

Autor

Governo acabou

Autor

Bellini faz história

Autor