Blog do Prisco
Notícias

Vidas transformadas por projeto da Fiesc

Integrantes do programa Conexão Jovem, Luana Machado e Samuel da Silva, participaram da reunião de
diretoria da FIESC

Samuel da Silva tem 14 anos, é natural de Lages e um dos sete filhos do seu José Cavalheiro da
Silva e de dona Lori Maria da Silva. Não tinha planos para o futuro e, possivelmente, abandonaria os estudos para
trabalhar, assim como fizeram seus irmãos. Nesta sexta-feira (24), Samuel participou da reunião de diretoria da FIESC, em Florianópolis, para contar como a educação transformou sua vida. Ele integra o programa Conexão Jovem, que a FIESC promove por meio do Movimento A Indústria pela Educação e, desde junho, atua como embaixador da causa na região Serrana.

Além dele, a estudante de engenharia civil, Luana Machado, também contou aos presentes sua trajetória acadêmica, iniciada em escolas públicas de Lages. Sua formação profissional foi iniciada graças a uma bolsa de estudos no SENAI e, agora, ela planeja carreira na construção civil. “Queria ter uma boa empresa e ser bem-sucedida, mas descobri que nossa vida vai muito além da satisfação pessoal. Precisamos da cooperação de todos para obter resultados positivos”, afirmou. “Em nossa região, já mapeamos projetos voltados à educação para fortalecer as ações já existentes e aprimorar outras, como os grêmios estudantis”, defendeu a embaixadora.

“Quando a gente quer alguma coisa, temos que correr atrás. Agradeço aos meus pais, que são meu alicerce. Meus irmãos pararam de estudar para trabalhar. Faria isso, se não tivesse conhecido o projeto da FIESC. Foi aí que mudei minha visão do estudo e do mundo do trabalho”, afirmou Samuel. “A própria Luana é um exemplo pra mim”, acrescentou.

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte (D), enalteceu a história dos jovens. “Estes são testemunhos que nos dão coragem e a esperança de um futuro melhor, o que só se pode fazer pela educação. Olha a revolução que esses 32 jovens poderão fazer em suas regiões”, comentou, referindo-se aos demais integrantes do programa Conexão Jovem. O vice-presidente regional da FIESC para a Serra, Israel Marcon, reforçou o discurso de Côrte. “Estes jovens são os exemplos que nos inspiram”, comentou.

Ainda no âmbito do Movimento A Indústria pela Educação, Côrte apresentou ao presidente do Conselho Nacional do SESI, Gilberto Carvalho, o Programa Novos Caminhos. Carvalho, que destacou em sua fala a vitalidade da indústria catarinense, contou que sua união com Santa Catarina é bem peculiar. “Tenho um importante laço com o Estado que são minhas duas filhas, adotadas em um abrigo de Gaspar. Os programas catarinenses de acolhimento estão na vanguarda e se diferem de todos os demais”, afirmou, ao pedir apoio da FIESC a iniciativas sociais como esta. Côrte lembrou que a Federação já atua neste sentido por meio do Programa Novos Caminhos, que capacita jovens de 14 a 18 anos. “Já temos 32 jovens inseridos em indústrias catarinenses”, contou orgulhoso o presidente da FIESC. A ação tem o apoio do Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SC) e da Associação dos Magistrados Catarinenses.

Na reunião de diretoria da FIESC, o presidente da Junta Comercial de Santa Catarina, André Luiz Bazzo, apresentou o Programa Simplifica, que reúne medidas que agilizam o atendimento aos empreendedores. Segundo ele, no primeiro semestre deste ano foram protocolados 224,6 mil serviços. Entre as mudanças implementadas com o novo modelo de trabalho estão o Plantão Processual e o Fale Conosco, que responde por cerca de 80% das demandas que chegam até o canal.

fiesc jovens

Representantes da Associação dos Voluntários de Saúde do Hospital Infantil Joana de Gusmão (Avos) apresentaram as ações que realizam para o hospital, especializado no atendimento de crianças, que vem de todo o Estado. Na reunião foi apresentada a campanha Mc Dia Feliz, que ocorrerá no dia 29 de agosto em diversas cidades catarinenses. Os recursos arrecadados com a campanha são destinados para a instituição, que o aplica no hospital, permitindo a melhoria e a ampliação na estrutura. Por meio dos recursos vindos da campanha já foram construídos a unidade de oncologia e o ambulatório, este realiza cerca de 6 mil atendimento por mês. A Avos também construiu uma casa de apoio, com 22 apartamentos, que acolhe as famílias das crianças que estão em tratamento.

Ainda na reunião, a FIESC se posicionou contra o novo aumento da tarifa de energia no Estado, previsto para ser anunciado no dia 7 agosto. A entidade encaminhou ofícios ao governador Raimundo Colombo, ao coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Mauro Mariani, o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Romeu Donizete Rufino, e ao presidente da Celesc, Cleverson Siewert, ressaltando que o preço do insumo, que é um dos principais custos do setor industrial, já acumula alta superior a 40% no ano em Santa Catarina. Para a FIESC, o setor seria fortemente afetado se confirmada a nova elevação, estimada entre 10% e 15%.
Luana Machado (C), jovem embaixadora do Movimento A Indústria pela Educação (Foto: José Luiz Somensi)