Blog do Prisco
Notícias

Bancada Petista vai ao STF para fulminar Reforma da Previdência

O deputado federal Pedro Uczai (PT/SC) subscreveu mandado de segurança interposto pela Bancada do Partido dos Trabalhadores no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão da tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 287) que trata da Reforma da Previdência. Além de suspender, os parlamentares solicitam a anulação dos atos legislativos praticados até agora sobre a proposta. O Governo e da sua base de sustentação na Câmara dos Deputados “atropelam o rito legislativo” desrespeitando regras constitucionais e impedindo uma discussão mais apropriada para uma matéria de tamanha relevância na vida dos brasileiros.

Pedro Uczai previdência

“Ao contrário do mero aperfeiçoamento das regras existentes, trata-se de agravamento das condições para a aposentadoria e pensões, direito social e fundamental de cada cidadão brasileiro, daí que as formalidades para o seu protocolo e tramitação [na Câmara dos Deputados] são imprescindíveis. Entre as formalidades exigidas para o adequado processo legislativo está o prévio estudo atuarial que confirme a necessidade das modificações pretendidas, a pretexto de preservar o equilíbrio dos regimes”, diz um trecho da peça encaminhada ao STF.

Um dos pontos destacados na ação judicial é que a PEC 287 foi elaborada pelo Governo Temer (PMDB) à revelia do Conselho Nacional de Previdência Social, órgão superior da Administração Federal com deliberação colegiada e que conta com a participação da representação dos trabalhadores e do governo “cuja finalidade é de justamente discutir assuntos de interesse previdenciário dos trabalhadores”. No documento encaminhado ao STF é apontado que em nenhum momento no ano de 2016 o Conselho se reuniu para discutir mudanças nas regras atuais da aposentaria.

“Para essa proposta o Governo impôs um rolo compressor no rito legislativo desde que deu entrada na Câmara dos Deputados. O Governo e sua base de apoio querem dar celeridade e pular etapas para evitar o debate público e transparente sobre a Reforma da Previdência. Nós estamos percebendo claramente que quanto mais os trabalhadores conhecem a proposta mais resistência vão oferecer a essa medida. O povo trabalhador nunca irá concordar em contribuir por 49 anos e trabalhar até os 65 anos para solicitar a aposentadoria. Essa PEC 287 é uma afronta à classe trabalhadora”, destacou Uczai, que reiterou sua posição contrária a proposta e lembrando que vai somar força em todas as frentes para impedir a aprovação.

 

Foto: Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados

Posts relacionados

Projeto de Lei do deputado Caropreso prevê a divulgação de relatório de produtividade dos hospitais públicos do Estado

Redação

Minotto pede união de forças para ativar Banco de Olhos

Autor

Pelo 11º ano consecutivo, Governo do Estado vai antecipar metade do 13º salário dos servidores

Autor