Blog do Prisco
Destaques

Com prejuízos bilionários em SC, deputados pedem de volta recursos aplicados na BR-470

Os prejuízos bilionários causados pelas chuvas de outubro e novembro, estimados em quase R$ 7 bi, levaram os parlamentares a pedir de volta os recursos do Tesouro estadual aplicados na BR-470. As cobranças ocorreram na sessão desta terça-feira (21) da Assembleia Legislativa.

O líder do governo, Ivan Naatz (PL), cobrou a devolução dos cerca de R$ 450 mi do Tesouro estadual dados à União para que as obras e criticou vídeo publicado pela deputada federal Ana Paula Lima (PT), de Blumenau, que declarou que o governo federal havia liberado R$ 70 mi para mitigar os efeitos das enchentes.

“Basta juntar os comprovantes de depósitos”, desafiou Naatz, acrescentando que Santa Catarina quer “o dinheiro colocado na BR-470 de volta, para que a gente possa entregar para os municípios iniciarem o processo de recuperação”.

Emerson Stein (MDB) apoiou o líder do governo.

“Se foi aprovado, não foi depositado”, reclamou o deputado, aludindo também aos recursos anunciados pela deputada Ana Paula.

Sargento Lima (PL) também criticou a deputada Ana Paula e cobrou auxílio do governo federal aos atingidos pelas cheias.

“Os catarinenses perderam suas vidas, perderam tudo o que tinham, perderam os porcos, as vacas, o material de dentro das lojas e das empresas. Já chegamos a mais de R$ 7 bi de prejuízo e zero do governo federal. Precisamos de dinheiro, não se faz nada sem dinheiro”, reconheceu o representante de Joinville, que reivindicou “uma décima parte dos R$ 1 bi gastos com viagens pelo governo federal.

Carlos Humberto (PL) lamentou a tragédia das chuvas e anunciou que o Parlamento doará parte do orçamento para ajudar os municípios atingidos pelas enchentes.

“Infelizmente nas últimas semanas o estado vem sofrendo uma catástrofe depois da outra, as chuvas têm causado muitos prejuízos, perdas de vidas e sonhos que vão sendo interrompidos, isso causa muita apreensão no Parlamento. Aprovamos uma lei para que os municípios pudessem auxiliar os outros municípios e vamos ajudar com parte do orçamento da Alesc os municípios atingidos. Estamos vigilantes, solidários e à disposição do catarinense que mais precisa”, garantiu Humberto.

Já Massocco (PL) reclamou da ausência do governo federal nas enchentes e criticou os deputados federais, principalmente da bancada do Partido dos Trabalhadores, pela falta de ações da União no estado.

Eleição na Argentina
Carlos Humberto celebrou a eleição de Javier Millei na Argentina, um quase desconhecido economista libertário e anarcocapitalista.

“Os argentinos resolveram romper os grilhões do atraso e dar uma chance para o futuro, escolheram se livrar da imposição do politicamente correto, terminar com a ditadura das minorias e as mentiras da esquerda e apostaram na novidade, no diferente, no liberal, na certeza de que caminhar à direita é sempre mais seguro”, avaliou o representante de Balneário Camboriú.

Lunelli (MDB) elogiou a escolha dos vizinhos.

“Meu contentamento com a vitória de Javier Millei na Argentina, vitória da liberdade, da direita e da esperança de dias melhores para este país que tem sido arrastado para o buraco por uma esquerda burra e incompetente”.

30 anos do Crefono 3
Neodi Saretta (PT) parabenizou o Conselho Regional de Fonoaudiologia da 3ª Região (Crefono 3) pelos 30 anos de fundação.

“Tenho a satisfação de destacar a trajetória de três décadas do Conselho Regional de Fonoaudiologia da 3ª Região, que cumpre papel crucial na promoção da prática da fonoaudiologia”, discursou Saretta, que ressaltou a importância do Conselho na supervisão do desempenho profissional, na prestação de esclarecimentos e pareceres aos profissionais e em campanhas para valorizar e reconhecer o fonoaudiólogo.

Saretta informou que o Crefono 3 abrange os estados de Santa Catarina e Paraná, tem sede em Curitiba e escritórios de representação em Londrina (PR) e em Florianópolis.

Carne cultivada
Matheus Cadorin (Novo) aplaudiu a parceria entre o Grupo JBS e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para pesquisar o desenvolvimento de carne cultivada em laboratório.

“A parceria entre a JBS e a UFSC prevê investimentos de R$ 400 mi em pesquisa de carne cultivada, mas na contramão desta notícia recebemos a informação de que um projeto de lei visa proibir a pesquisa, produção e comercialização da carne cultivada no Brasil”, alertou Cadorin, referindo-se à iniciativa parlamentar que tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo o representante de Joinville, há ainda outro projeto de lei que adia o início das pesquisas até dezembro de 2028.

“Um verdadeiro ataque à inovação”, resumiu.

Semana da Consciência Negra
Dr. Vicente Caropreso (PSDB) repercutiu a passagem da Semana da Consciência Negra e lembrou a luta de Zumbi dos Palmares pela liberdade do povo negro.

“Zumbi comandou a resistência dos negros à escravidão, cerca de 5 milhões de africanos foram transportados para o Brasil e vendidos como escravos em três séculos. A data simboliza a resistência e lança luz sobre a necessidade de prevenir e combater o racismo na sociedade brasileira”, alertou Caropreso, que incentivou os catarinenses a falar sobre o racismo.

25 anos da Unifacvest
Lucas Neves (Podemos) comemorou na tribuna a passagem dos 25 anos de fundação do Centro Universitário Unifacvest, de Lages.

“Vamos entregar uma Moção de Aplauso a Unifacvest pelos seus 25 anos de história, atende mais de quatro mil alunos em Lages e na educação à distância está presente em mais de mil municípios do Brasil. Este parlamento tem a missão de reconhecer aqueles que contribuem para o crescimento do estado, não poderíamos deixar de reconhecer o legado da Unifacvest”, discursou Lucas, que ressaltou o início, em breve, do curso de Medicina.

Marcius Machado (PL) e Mário Motta (PSD) também parabenizaram a Unifacvest.

“Tivemos a honra de conhecer o espaço extraordinário, acredito que seja um exemplo que será disponibilizado para alunos que desejem ser médicos”, observou Marcius.

“Há pelo menos cinco salas de aulas divididas com vidro para que do outro lado o médico atenda o paciente para que os alunos possam acompanhar as consultas”, descreveu Motta.

Rota da Costa Esmeralda
Emerson Stein anunciou o protocolo de projeto de lei instituindo a Rota Turística Costa Esmeralda, abrangendo os municípios de Bombinhas, Porto Belo e Itapema. O parlamentar pediu o apoio dos colegas para a aprovação da proposta.

Ivan Naatz (PL), Lunelli (MDB) e Napoleão Bernardes (PSD) elogiaram a iniciativa do ex-prefeito de Porto Belo e hipotecaram apoio ao projeto.

Não ao aumento de impostos
Massocco (PL) elogiou o governador Jorginho Mello pela decisão de não aumentar impostos, notadamente o ICMS, de 17% para 19,5%.

“Quero parabenizar o governador pela coragem de enfrentar a pressão dos outros estados na questão do aumento dos impostos, que seria para repor o que está sendo aprovado no Congresso Nacional”, declarou Massocco, que criticou os jornalistas que aventaram a possibilidade de que a pressão popular teria levado Jorginho a desistir de aumentar o ICMS.

Carlos Humberto e Sargento Lima acompanharam o colega de partido e elogiaram o gesto do chefe do Executivo barriga-verde.

Trabalho aos domingos e feriados
Lunelli deplorou a decisão do Ministério do Trabalho de mudar as regras do trabalho aos domingos e feriados.

“A regra estabelecida no governo Bolsonaro concedia autorização permanente de funcionamento aos domingos e feriados ao comércio, desde que respeitada a jornada de trabalho. Agora os funcionários só poderão trabalhar com autorização da convenção coletiva, na prática dá mais poder aos sindicatos”, argumentou Lunelli.

De acordo com o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, “a maioria das grandes empresas já possui acordos e convenções coletivas, mas grande parte dos pequenos e médios não são sindicalizados”.

Posts relacionados

Prefeitura de Tubarão recebe R$ 3.4 milhões de emendas impositivas de Soratto

Redação

PIB catarinense cresce 2,6% em 12 meses aponta Boletim Trimestral de Indicadores Econômico-Fiscais de SC

Redação

GAECO e GEFAC deflagram operação para investigar o uso indevido de prerrogativas profissionais por advogados na facilitação da comunicação entre detentos

Redação