Blog do Prisco
Destaques

Comissão do Mercosul recebe secretário-executivo de Articulação Internacional

O secretário-executivo de Articulação Internacional de Santa Catarina, Juliano Froehner, participou da reunião da Comissão de Relacionamento Institucional, Relações Internacionais e do Mercosul da Assembleia Legislativa, realizada no fim da tarde desta quarta-feira (29). Ele atendeu a convite do presidente do colegiado, deputado Carlos Humberto (PL), para expor sobre a atuação da secretaria.

Conforme Froehner, a Secretaria Executiva de Articulação Internacional (SAI) atua principalmente como o braço do governo catarinense na promoção do comércio exterior, nas relações institucionais internacionais e na atração de investimentos de empresas estrangeiras em território catarinense.

“A secretaria tem a obrigação de ser o rosto do Estado em termos de políticas públicas internacionais e em termos de interação com o mundo”, afirmou. “Um dos nossos desafios é fazer com que sejamos conhecidos no mundo. Parece uma coisa boba, mas de alguma forma o Estado precisa mostrar que existe, precisa atrair o interesse de possíveis parceiros e converter as informações que recebe nessas missões em resultados.”

Entre os projetos desenvolvidos pela SAI, conforme o secretário, está a instalação de um espaço de articulação internacional para juntar consulados, câmaras de comércio e entidades internacionais. O objetivo é trabalhar com a aproximação de todos esses entes e estimular a vinda de missões, delegações e eventos para Santa Catarina.

Missões
A SAI atua nas missões internacionais realizadas pelo governo estadual na prospecção de novos negócios. Ele cita, como exemplo, a viagem realizada em outubro para o Panamá, que teve como um dos objetivos conquistar um voo para os Estados Unidos partindo de Florianópolis pela Copa Airlines.

A respeito de novos voos internacionais, o secretário adiantou que há tratativas com outras empresas, entre elas a Iberia. “O ideal seria termos um voo direto para os Estados Unidos e outro para a Europa”, disse.

A secretaria, conforme Froehner, também tem se reunido com as forças de segurança do Estado visando a um maior acompanhamento de possíveis ocorrências envolvendo turistas, em especial do Mercosul, durante a temporada.

A busca de parcerias com os municípios para a atração de empresas estrangeiras, a implantação de uma superintendência da Receita Federal em Santa Catarina, o aproveitamento maior da fronteira Oeste estão entre as demandas da SAI, conforme o secretário.

“Nossa fronteira Oeste é um diamante bruto, com um potencial competitivo a ser trabalhado”, considera. “Vai trazer uma integração muito maior de países vizinhos, como o Paraguai, que poderão utilizar nossa rede logística e portuária.”

Participaram da reunião desta quarta, além do presidente da comissão, os deputados Matheus Cadorin (Novo), Fabiano da Luz (PT), Neodi Saretta (PT) e Sargento Lima (PL).