Blog do Prisco
Coluna do dia

DEM se reforça no Sul

Depois de um semestre “sabático”, após seu desembarque do MDB, no final de maio, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, assinou ficha no DEM. Tinha convites de Podemos, Republicanos e outras siglas, mas acertou o futuro político após intensas negociações com o presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto; e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Com isso, o partido ganha fôlego na região Sul. Gean passa a ser o terceiro prefeito de capital alistado ao DEM. Junta-se ao próprio ACM Neto e a Rafael Greca, de Curitiba.

Antes da oficialização, ACM Neto ligou para o presidente estadual do DEM, João Paulo Kleinübing, e para o vice do partido em Santa Catarina, Luciano Bulingon, prefeito de Chapecó.

Todos os ponteiros foram acertados. Inclusive definiu-se, na quinta-feira, que a assinatura da ficha e o anúncio oficial ocorreriam mais adiante. Não foi o que ocorreu. Menos de 24 horas depois, o diretório nacional da sigla emitia nota oficial confirmando a chegada do catarinense ao partido.

Executivo

Aqui no Estado, Luciano Buligon era a estrela solitária do partido no cenário atual. A chegada de Gean certamente dividirá este protagonismo concentrado na gestão de duas grandes cidades catarinenses. Na Alesc, o DEM ainda não tem cadeira, mas pode atrair um ou mais deputados descontentes em seus endereços atuais. Kennedy Nunes que o diga.

Pegou na mão

Gean Loureiro também namorou com o Podemos e o Republicanos. Acabou não optando pelo primeiro em função da influência do ex-deputado Paulo Bornahusen e nem pelo segundo porque ali está o deputado federal Hélio Costa.

Ela no comando

Deputada federal Geovania de Sá agora é presidente de fato e de direito do PSDB catarinense. Ela vinha comandando interinamente a agremiação desde a morte do ex-deputado Marco Tebaldi. Na convenção de sábado, foi eleita por unanimidade. É a primeira mulher a pilotar a sigla no estado. Mérito dela, estrela em ascensão na política Barriga-Verde.

Lacuna

Chamou a atenção a ausência do ex-senador Dalirio Beber e do deputado Marcos Vieira na convenção dos tucanos estaduais. Nas fotos, pelo menos, os dois não aparecem, sinal inequívoco de que não apoiaram a nova dirigente. Sintomático.

Não restam dúvidas de que os dois tentaram articular um nome para o comando, mas não obtiveram êxito. Muito provavelmente, não quiseram arriscar.

De cima

Inteligente, Geovania conquistou o respaldo do presidenciável João Doria e do presidente nacional dos tucanos, Bruno Araújo. Interessante lembrar que Dalirio Beber ainda compareceu ao evento de filiação de Gelson Merisio. Marcos Vieira nem neste ato apareceu.

PP tem candidato

O empresário Francesc Bohem é, atualmente, o nome da vez dentro do PP de Joinville para a disputa municipal do ano que vem. O partido vem se organizando e buscando novos apoios para lançar Bohem candidato a prefeito da maior cidade catarinense.

De volta

Um dos entusiastas deste projeto é o ex-deputado Eni Voltolini, primeiro vice-presidente municipal do partido. O presidente, José Mota, também respalda e atua nesta direção.

Segundo Boehm, o PP joinvilense tem promovido reuniões semanais, colocando-se como oposição à gestão do emedebista Udo Döhler.

Posts relacionados

Peças no tabuleiro

Leander Oliveira

Todos os homens de Temer

Autor

Nome novo em Lages

Leander Oliveira