Blog do Prisco
Destaques

Escassez de contadores eleitorais faz instituições se unirem para formar especialistas

Em ano eleitoral, o país carece de especialistas capacitados para atuar na prestação de contas de partidos e candidatos. Apenas 5% dos contadores do país estão qualificados para atuar nas prestações de contas do valor recorde do fundo eleitoral (R$ 4,9 bi) previsto para esse ano. Diante disso, um grupo de profissionais do direito e da contabilidade se organizou para lançar o primeiro curso de pós-graduação em gestão financeira de campanhas eleitorais do Brasil. Voltado para candidatos, advogados, contadores, representantes e assessores de partidos e candidatos, o curso é promovido pela Uniopet, do Paraná, e oferece uma qualificação já para a disputa deste ano por meio de aulas virtuais.  A iniciativa é realizada em parceria com o Instituto Saber Digital.

“Atualmente apenas 5% dos contadores tem experiência em trabalhar com campanhas eleitorais, que exigem um cuidado muito específico e diferente da contabilidade tradicional, para que o candidato não corra o risco de ter as contas reprovadas”, explica o CEO da Rede Essent Jus, especializada em contabilidade eleitoral, e um dos professores do curso, Guilherme Sturm. A pós-graduação tem em seu corpo docente, contadores, advogados, cientistas políticos e servidores da justiça eleitoral.