Blog do Prisco
Manchete

Ex-prefeito de Criciúma é condenado pela Justiça Federal

Ex-prefeito de Criciúma e ex-presidente do Deinfra (no primeiro governo de Raimundo Colombo), Paulo Roberto Meller (MDB) foi um dos condenados por crimes ambientais em decisão do juiz federal Marcelo Krás Borges, de Florianópolis.

Emedebista de quatro costados, Paulo Meller sempre foi homem da mais absoluta confiança do ex-governador Eduardo Pinho Moreira, a quem ele sucedeu na prefeitura da maior cidade do Sul. Meller administrou Criciúma entre 1997 e 2000.

Servidor do Deinfra, ele foi guindado ao comando do órgão, já extinto, no primeiro mandato do ex-governador Raimundo Colombo. Com as Bênçãos de Pinho Moreira.

 

A CONDENAÇÃO

 

Paulo Meller e outros dois ex-funcionários do Deinfra foram condenados pela prática do crime de apresentar, no licenciamento ambiental, informações falsas, previsto no artigo 69-A da lei 9.605/98. A pena de três anos de reclusão em regime aberto foi substituída, pelo juiz federal Marcelo Krás Borges, da 6ª Vara Federal de Florianópolis, pelo pagamento de prestação pecuniária no valor de R$ 30 mil e prestação de serviços à comunidade pelo prazo de três anos em entidades públicas ou assistenciais de Florianópolis, e também pelo pagamento de multa no valor de 20 dias-multa, com valor unitário de um salário mínimo mensal corrigido monetariamente desde a data do fato delituoso.

 

foto>Solon Soares, Ag. Alesc, arquivo

Posts relacionados

Plenário se divide entre defesa e restrição à posse de armas

Redação

Estado fecha mês de junho com mais de R$ 166 milhões em investimentos

Redação

Facisc emite sinal de alerta para economia catarinense

Redação