Blog do Prisco
Destaques

Poder Judiciário de SC forma listas tríplices para juízes do TRE-SC na categoria jurista

As desembargadoras e os desembargadores do Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) escolheram nesta segunda-feira (20) as listas tríplices para um cargo de juiz efetivo e outro de juiz substituto, ambos na categoria jurista, do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). Agora, as duas listas serão encaminhadas ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que fará as escolhas.

O pleito ocorreu pelo sistema de voto eletrônico em sessão extraordinária do Tribunal Pleno, no auditório Ministro Teori Zavascki, na sede do Tribunal de Justiça (TJSC). O chefe do Poder Judiciário catarinense, desembargador Altamiro de Oliveira, presidiu a sessão, que contou com a presença de 78 desembargadores e desembargadoras. O Ministério Público foi representado pelo procurador chefe Fábio Trajano. O presidente da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), juiz Marcelo Pizolati, também esteve presente, além de outras autoridades.

A primeira eleição ocorreu para o cargo de juiz efetivo, por conta do término do primeiro biênio do advogado Willian Medeiros de Quadros. Os advogados mais votados pelo colegiado que formam essa lista tríplice são os seguintes: Sérgio Francisco Carlos Graziano Sobrinho, Ana Cristina da Rosa Grasso e Adriano Tavares da Silva.

Para o cargo de juiz substituto, a eleição ocorreu em decorrência do término do primeiro biênio do advogado Flávio Pinheiro Neto. Os três mais votados foram: Felipe Ximenes de Melo Malinverni (76 votos), Juliano Caporal Menegotto (60 votos) e Leonardo Borchardt (54 votos).

Como foi a eleição

Cada integrante da Corte catarinense votou em três advogados. Somente os candidatos com 40 votos ou mais entrariam na lista. Os inscritos que concorreram para o cargo de juiz efetivo foram: Adriano Tavares da Silva, Alexandre Barcelos João, Ana Cristina da Rosa Grasso, Carlos Antônio de Souza Caldas, César Augusto Wolff, Diego Montibeler, Eduardo de Carvalho Rêgo, Márcio André Sachet e Sérgio Francisco Carlos Graziano Sobrinho.

Apenas o advogado Sérgio Francisco Carlos Graziano Sobrinho alcançou 40 votos. Por conta disso, foi realizada uma nova votação com os advogados Ana Cristina da Rosa Grasso, Adriano Tavares da Silva e Diego Montibeler, que empataram com 33 votos cada.

Na segunda votação, a advogada Ana Cristina foi a mais lembrada, com 31 votos. Já o terceiro pleito contou com os advogados Adriano Tavares da Silva, Diego Montibeler e César Augusto Wolff. Com isso, Adriano Tavares da Silva foi o mais votado, com 27 indicações.

Os advogados inscritos para o cargo de juiz substituto foram os seguintes: Danilo do Prado, Felipe Ximenes de Melo Malinverni, Guilherme Theodoro Fredrich, Jaison Fernando de Souza, Juliano Caporal Menegotto e Leonardo Borchardt.

Posts relacionados

SC perde uma das figuras mais multifacetadas da sua história

Redação

TRE-SC julga hoje pedido de cassação de deputado federal

Redação

Com contas de campanha rejeitadas, mandato de Schiochet entra na pauta do TRE

Redação