Blog do Prisco
Image default
Manchete

Requerimento da CPI da Ponte Hercílio Luz é lido em Plenário

Foi lido na sessão ordinária desta quarta-feira (13) o requerimento do deputado Bruno Souza (PSB) para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa de Santa Catarina para investigar as obras de recuperação da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis.

O requerimento foi protocolizado na semana passada por Bruno Souza, com as assinaturas de mais 25 deputados. O pedido para a instalação da comissão foi aceito nesta terça-feira (13) pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Julio Garcia (PSD).

Com o aceite e sua publicação no Diário Oficial da Assembleia, o presidente comunicará em Plenário a quantidade de vagas que cada bancada partidária e bloco parlamentar terá na CPI. A expectativa é que esse comunicado seja feito na sessão desta quinta-feira (14).

Feito o comunicado, será aberto do prazo de duas sessões ordinárias para a indicação dos deputados que vão compor a comissão, que deve contar com nove membros. Caberá aos líderes das bancadas e dos blocos as indicações dos componentes da comissão, que terá 120 dias, prorrogáveis por igual período, para concluir seus trabalhos.

Apuração
Segundo Bruno Souza, o objetivo principal da CPI será apurar porque, conforme informações do Ministério Público Estadual (MPSC) e do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas (MPTC), as obras de recuperação da ponte consumiram mais de R$ 700 milhões, porém ainda não foram concluídas.

“É o dinheiro do pagador de impostos, de quem produz. Temos que dar uma resposta clara sobre o que aconteceu com esse dinheiro, porque um atraso tão grande, um custo tão grande.
Temos um farto material vindo do Ministério Público Estadual e do Ministério Público do Tribunal de Contas para analisar”, comenta o deputado.

Para o parlamentar, além de apontar eventuais culpados, a comissão quer verificar quais erros o Estado cometeu para que a recuperação da Hercílio Luz não tenha sido concluída. “Conheço o caso, estou estudando há algum tempo. É uma resposta que eu quero para mim e para os catarinenses”, afirmou Bruno Souza.

Marcelo Espinoza
AGÊNCIA AL

Posts relacionados

COFEM contra elevação de carga tibutária

Autor

Eli alerta para risco de atraso na folha do funcionalismo

Autor

Edinho defende Berger e quer Moreira fora

Autor