Blog do Prisco
Notícias

SC prospecta investidores em evento de relações econômicas entre Brasil e EUA

Catarinense membro da Brazilian-American Chamber of Commerce acompanha evento em Washington e representa empresas do Estado frente a investidores norte-americanos

Santa Catarina marcará presença, este ano, na “Brazil Economic Conference”, organizado há 20 anos em Washington e que recebe a partir desta sexta-feira (7/10) 250 líderes das comunidades empresariais brasileira e americana, sendo o principal evento para discutir as relações comerciais entre Brasil e Estados Unidos e as perspectivas econômicas de nosso País. A análise desse cenário será feita na conferência pelo advogado catarinense Klaus Raupp, membro da Brazilian-American Chamber of Commerce. Estabelecido há quatro anos nos Estados Unidos, ele atua prospectando negócios para empresas catarinenses e ainda na preparação delas para a expansão, inclusive por meio de investimentos externos. “Um dos nossos focos é colocar empresas com potencial no radar de investidores, ajudando a prepará-las para os princípios da governança corporativa, que definem as melhores práticas empresariais e as tornam mais sólidas e atrativas ao mercado”, explica o advogado, cujo escritório tem sede em Florianópolis.

New York - SEPTEMBER 7, 2016 -  194th Brazilian Independence Day reception at the Racquet and Tennis Club.(Photo by: Luiz C. Ribeiro/BACC )
Klaus (gravata vinho) e o staff da Brazil Chamber

Sua participação na “Brazil Economic Conference” é também uma etapa preparatória para que Santa Catarina, polo tecnológico no País, assuma o painel sobre tecnologia no Brazil Summit 2017, em abril do próximo ano, em Nova Iorque. A importância de dar visibilidade ao mercado catarinense em eventos como esses pode ser dimensionada a partir de um dado: os investimentos externos diretos realizados no Brasil em 2015 somam 57,907 bilhões de Reais, a maior parte deles vindos dos Estados Unidos (cerca de 11%), segundo apuração do Banco Central. Klaus destaca que esses investimentos, em geral, são direcionados para São Paulo, pois as empresas catarinenses não são conhecidas nos Estados Unidos. “Nem mesmo o nosso polo tecnológico é conhecido. À medida que nos colocamos no radar do mercado investidor daqui (EUA), que é sabidamente o mais consolidado no mundo, vamos abrindo a oportunidade de atrair para Santa Catarina investimentos que já são direcionados para o Brasil, gerando interesse em nossas empresas, como o setor de tecnologia, por exemplo”, explica.

Entre os participantes da “Brazil Economic Conference” estão os principais executivos dos setores públicos e privados, gestores de fundos, analistas financeiros, membros da imprensa e representantes de universidades e esferas de governo. As edições do evento sempre coincidem com as reuniões de outono do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI). O evento seleto tem a participação confirmada de economistas importantes como o Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. Também são oradores outros economistas importantes de entidades privadas, como a economista-chefe da XP investimentos, Zeina Latif, a chefe de pesquisa em mercados emergentes da Eurasia Group, Christopher Garman, e o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade, entre outros.

Posts relacionados

Candidato da Coligação Florianópolis com Inteligência e Coração esteve com reitor Marcus Tomasi

Autor

Minotto se aproxima do Centro Administrativo

Autor

Cúpula estadual do PSDB cumpre agenda em Joinville na sexta

Autor