Blog do Prisco
Manchete

União de ações é fundamental para enfrentamento da pandemia em SC

“Não vamos ver em Santa Catarina pacientes aguardando em ambulâncias para conseguir um leito de UTI”, reforçou, mais uma vez, a deputada Carmen Zanotto (Cidadania/SC). A parlamentar presidiu nessa segunda-feira,13, a reunião da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19 que debateu a situação da pandemia em Santa Catarina.

Carmen destacou como encaminhamentos: a busca dos pagamentos dos hospitais filantrópicos, a compra dos medicamentos, equipamentos e a contratação de mais profissionais.

O Ministério da Saúde confirmou a realização de um acordo bilateral com a embaixada do Uruguai para abastecer Santa Catarina com medicamentos sedativos.  “Precisamos do aval da Secretaria da Saúde sobre os estoques de medicamentos, mas garantimos o arcabouço jurídico junto à Anvisa, essa semana chegará o primeiro lote em Santa Catarina”, garantiu o Secretário de Atenção Especializada do Ministério da Saúde, Franco Duarte.

Franco estará em Florianópolis na quarta-feira (15) para verificar pessoalmente a crise da Covid-19 em Santa Catarina. O Ministério também anunciou o envio de 250 monitores.

 

ESTOQUE MÍNIMO

 

De acordo com o Secretário André Motta Ribeiro, o Estado tem um estoque mínimo. “Alguns hospitais que estão com estoques zerados, mas não sabemos quais são, estamos empenhados em fazer a aquisição de equipamentos no exterior, mas nesse aspecto estamos com dificuldade”, justificou.

Em relação aos leitos, Santa Catarina colocou em operação 530 leitos de UTI. Ainda, segundo dados da Secretaria de Saúde, são 1.370 leitos de UTI, sendo que 700 estão ocupados com outras conformidades e 370 com Convid-19. Na Grande Florianópolis estão disponíveis entre 25 e 30 leitos de UTI para pacientes com coronavírus, na região da Foz são apenas 16.

“Eu quero renovar minha esperança na Bancada de Santa Catarina, no trabalho do Ministério da Saúde, da Secretaria de Estado, Secretarias Municipais, entidades da área da saúde, do setor produtivo que estão juntos nesta causa, que é salvar vidas”, concluiu Carmen Zanotto.

Ainda na reunião, a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade de Lima, anunciou a implantação de uma plataforma no laboratório Central de Santa Catarina (Lacen/SC) para a realização de 400 exames Covid-19 por dia.

Foto: Gustavo Sales/Câmara do Deputados

 

 

Posts relacionados

CRO-SC e Vigilância Sanitária determinam: serviços odontológicos somente em casos de urgência

Redação

O papel dos supermercados no enfrentamento do Covid-19

Redação

MPF pede à Justiça que vete transferências irregulares no curso de medicina da Unisul

Redação