Blog do Prisco
Destaques

Eco TPA garante mais de R$ 4 milhões para preservação do meio ambiente

Procedimentos para a cobrança dos inadimplentes são realizados para garantir a aplicação dos recursos em Governador Celso Ramos

Um reforço importante para a preservação do meio ambiente em Governador Celso Ramos está garantido por meio da Eco TPA. Desde a implementação, em 15 de novembro de 2019, mais de R$ 4 milhões foram tarifados. Desses, mais de R$ 1,5 milhão já foram recebidos. O balanço foi contabilizado nesta terça-feira, dia 21. A partir de agora, a Prefeitura de Governador Celso Ramos inicia os procedimentos para a cobrança dos inadimplentes.
Os moradores de Governador Celso Ramos e turistas com imóvel no município não pagam a Eco TPA. Os demais são tarifados, em valor proporcional ao veículo utilizado no ingresso na cidade. O prazo para pagamento é de até 30 dias do ingresso no município. Depois desse período, os procedimentos para a cobrança começam a ser realizados.
“A Prefeitura de Governador Celso Ramos tem um procedimento próprio de cobrança da dívida ativa e já está apta para fazer a quitação. A partir da inserção na dívida ativa, os visitantes serão contatados pela empresa de cobrança com as orientações para o pagamento. Caso não paguem, os proprietários de veículos podem ser negativados nos serviços de proteção ao crédito”, explicou o diretor-técnico do Consórcio Inco, Dauren Monteiro. A expectativa é que a prefeitura comece os procedimentos de cobrança em fevereiro.
Os recursos arrecadados por meio da Eco TPA são destinados exclusivamente para ações de proteção e preservação do meio ambiente. Governador Celso Ramos tem duas unidades de preservação ambiental: a Área de Proteção Ambiental do Anhatomirim e Reserva Marinha Biológica do Arvoredo que ocupam boa parte do território.

Recepcionistas orientam visitantes

Várias formas de pagamento da Eco TPA estão disponíveis aos visitantes. Logo nas entradas de Governador Celso Ramos, recepcionistas estão preparados para orientar o turista que quiser quitar o compromisso na chegada. Estruturas estão prontas para receber em moeda nacional e cartões de crédito ou débito.
“Além de toda a sinalização com placas, nós procuramos informar ao turista que ele está entrando em uma área de preservação ambiental e que existe a contribuição obrigatória a ser recolhida por meio da Eco TPA. Ninguém é obrigado a pagar naquele momento, impedido de entrar ou sair, sequer parar o carro, mas sim orientado sobre a cobrança, caso assim deseje”, explicou Monteiro.
Dentro do município, também há pontos credenciados no comércio local. Caso prefira, o visitante pode fazer o pagamento por meios digitais, no site www.ecotpa.com.br ou pelo aplicativo “EcoTPA” para smartphones.

Fotos: Maycon Rodrigues/Divulgação

Posts relacionados

Sindicatos criticam mudanças no repasse de recursos aos poderes

Autor

Projeto obriga reeducação de autores de violência contra as mulheres

Redação

Colombo critica aumento de impostos

Redação